1Q84 - LIVRO 1, DE HARUKI MURAKAMI [Isabela Lapa e Kellen Pavão]

1Q84 - LIVRO 1, DE HARUKI MURAKAMI


1Q84, o primeiro livro da trilogia do renomado escritor japonês, se passa no ano de 1984 e apresenta dois personagens centrais e inúmeras situações complexas e curiosas. Os capítulos são divididos entre os referidos personagens e as histórias, apesar de não se unirem, se convergem para um núcleo central, repleto de suspense e distopia, que aparente será melhor abordado no segundo livro da saga. 

Aomame é uma professora de artes marciais e assassina profissional. Possui uma técnica peculiar de matar sem deixar rastros e sem levantar suspeitas. Entretanto, ela só mata aqueles que ela considera que “merecem”. Quem escolhe os homens que devem ser assassinados é uma senhora que ajuda mulheres que sofrem violência doméstica. Um detalhe interessante é que durante todo o livro o nome desta mulher não é mencionado. Em todas as passagens o autor se refere a ela como “proprietária” ou “velha senhora”. 

Tengo é um professor de matemática e que tenta escrever livros de romance. Contudo, ainda não teve sucesso em nenhuma das tentativas e recebe o convite para reescrever um livro denominado Crisálida do Ar, que foi originalmente escrito por Fukaeri, uma garota de 17 anos. O livro tem tudo para se tornar um best-seller, para tanto, precisa ser reestruturado, uma vez que a linguagem utilizada pela jovem é pobre e pouco concisa. 

Cada um com sua história e seu contexto de vida, os personagens são muito diferentes, mas possuem algumas características em comum: são solitários, tiveram um péssimo relacionamento familiar, não acreditam em um relacionamento amoroso fixo e estável, gostam de sexo casual (ela com desconhecidos e ele com uma mulher casada que vai em sua casa toda sexta-feira). 

No decorrer da história, Tengo descobre que a Fukaeri, vivia em uma comunidade cujos membros se tornaram radicais e apoiavam uma revolução. A comunidade era uma espécie de seita religiosa que não admitia o contato dos moradores com o mundo exterior e, ao que tudo indica, os fatos narrados no livro Crisálida do Ar, retratam esta comunidade. Fukaeri se refere a uma cabra cega e a um “povo pequenino”. 

Aomame, por sua vez, é convidada pela “proprietária” para matar o líder do grupo no qual Fukaeri foi criada. Isso se deu depois que ela recebeu em sua casa uma garota de 10 anos que sofreu abusos sexuais por parte deste grupo e que de alguma forma conseguiu fugir. 

Os destinos deles não se cruzam, mas ao que tudo indica, Tengo é o “amor” que Aomame teve na juventude e vive na espera de reencontrar. 

Os dois personagens são essenciais e com histórias interessantíssimas. Entretanto, o grande ponto da história é Aomame, que logo no início do livro, quando estava preocupada em não se atrasar para um compromisso importante, se vê em um universo paralelo, uma espécie de segunda dimensão, onde a realidade e a história pareciam estar diferentes em alguns detalhes. A este universo ela deu nome de 1Q84. 

Um livro que permeia entre o real e o imaginário, que termina sem respostas e completamente sem final, mas que aguça a curiosidade do leitor. Uma escrita simples, descritiva, detalhista e por vezes repetitiva (o que, ao que parece, é um estilo do escritor). Inúmeras referências sobre a cultura oriental e ocidental. Este é o livro de Haruki Murakami, cujo objetivo central é criticar a questão do tempo e dos acontecimentos na história. 

O autor também trata sobre a violência contra a mulher, as crueldades do homem e o poder da religião e das crenças. 

Este primeiro livro apenas introduz o contexto e em algumas partes é lento e moroso, o que pode desagradar alguns leitores. 

Curiosidades: 

- O livro foi inspirado na famosa distopia de George Orwell, o livro 1984, que foi escritor em 1949. A obra de Orwell se baseou no stalinismo, um regime totalitário e opressor, onde os cidadãos eram extremamente manipulados e confundidos. Neste livro, um dos personagens centrais era o “Grande Irmão”, que detinha o controle sobre tudo e sobre todos. 

No livro de Murakami, a presença absoluta do “Grande Irmão” é substituída pelo “Povo “Pequenino”, que se divide em vários elementos. Entretanto, a natureza e os objetivos deste “Povo Pequenino” não foram esclarecidas no livro 1. 

- A história será dividida em três volumes e os livros 2 e 3 tem lançamentos previstos para 2013 no Brasil. 

- Foi eleito um dos melhores livros de 2012 pela revista Super Interessante. No seu lançamento no Japão, que ocorreu em 2009, o livro vendeu mais de um milhão de cópias no primeiro mês.

Isabela Lapa e Kellen Pavão – Administradoras do blog Universo dos Leitores, que fala de livros e de tudo que estiver relacionado a estes pequenos pedaços de papel que nos transferem do mundo real para o universo dos sonhos, das palavras e da felicidade!

1 comentários:

Numa de Letra disse...

Gostei muito:

http://numadeletra.com/1q84-livro-3-de-haruki-murakami-51750