Cansei [Dy Eiterer]

Cansei

Um dia a gente cansa de olhar pela mesma janela, de ouvir as mesmas músicas, de ver os mesmos livros na estante. Um dia a gente cansa de esperar.

Eu não espero mais que as coisas caiam do céu. E também me cansei de quem fica sempre de braço cruzado.

Acho que agora é preciso mudar a direção. Trocar os passos, entrar em outras ruas. Há muito mais do que duas opções em sua frente.

Sei lá, acho que a gente sempre pode fugir do tédio que é um domingo de chuva. Dá pra enganar com um filme diferente, um vinho diferente, um pijama novo, sempre dá pra fugir dessa coisa monstruosa que é a monotonia, a rotina.

Depois dos dias de chuva sempre surgem os dias ensolarados e a gente pode ver um pôr-do-sol lindo todos os fins de tarde, seja na praia, no centro da cidade, na montanha. É só parar, olhar pro horizonte e ver como o sol vai se deitando devagarinho, como ele parece ter esperanças de se demorar mais um pouquinho só pra ver como a lua se vestiu essa noite...

Sempre vai ter uma árvore pra gente subir e roubar uma fruta ou só pra tirar uma foto pendurada em seus galhos. Com sorte dá pra pegar um pneu velho e fazer uma gangorra, daquelas lá do tempo da nossa infância, que a gente vê nas praças hoje e tem uma vontade danada de brincar, mas que não senta só porque já cresceu e a vergonha é maior do que a nossa vontade...

Os pássaros vão voar todos os dias. Vão continuar cantando suas canções naturalmente belas, sem que ninguém os tenha ensinado, porque eles cantam de alegria, alegria de viver.

As nuvens vão sempre fazer imagens no céu, pra gente poder brincar de adivinhar. Vão sempre correr pelo azul do céu nos matando de inveja porque são livres e podem ir com o vento para onde ele as levar enquanto nós ficamos aqui, com nossos pés bem fincadinhos no chão, não nos permitindo ir muito mais longe do que o ponto final do ônibus lotado que a gente pega no mesmo horário depois do trabalho.

Eu me cansei. Cansei de gente que não sorri. As pessoas acham que dar um sorriso custa muito caro. Guardam seus sorrisos pra elas mesmas e isso é triste. Elas se privam da mágica que nos envolve quando abrimos um sorriso: o pó de pirlimpimpim nos escapa pelos dentes e contagia quem está à volta, mas só os que já conhecem a mágica podem ver os seus efeitos: pancadas de felicidade por todo dia.

Eu me cansei de toda gente que não ama nem a si mesmo e nem aos outros. Não, não é pra sair por aí pedindo o seu vizinho em casamento, mas não custa exercitar o amor ao próximo. Gentilezas deixam os dias mais leves, as pessoas mais bonitas e o mundo agradece.

Imagine só todo mundo de carranca pelas ruas! Eu imaginei. E me cansei. Não quero mais pensar nisso. Quero pensar em coisas bonitas! Em coisas que me deixam feliz!

Eu me cansei de ser  guiada pelo manual de instruções que me deram quando eu nasci dizendo que deveria ser igual a todo mundo: arranquei as páginas, fiz confete, joguei pro alto e dancei sob ele! A ordem do dia agora é correr atrás dos sonhos, é voar sem sair do chão, deixar a cabeça livre como um balão. Não é porque o mundo anda mal que eu também vou me render!

Não, eu não me rendo! Já me rendi uma vez... não foi bom! Quero a luta! Quero o meu direito ao grito, o meu direito à euforia! Fujo de um mundo de iguais. Quero um mundo de diferenças, de diversidades maravilhosas e encantadoras! Eu me cansei de me policiar, de pensar o que é certo e o que é errado e não há nada de mal nisso: só estou deixando a minha vida mais leve, livre de regras e de parâmetros que não combinam com o sol que brilha lá fora.

Deixa eu viver à minha maneira! Cansei de ser “Barbie na caixa”, o bom mesmo é ser gauche na vida, não é, Drummond?


Dy Eiterer. Juiz de Fora, Minas Gerais, Brasil. Edylane é Edylane desde 20 de novembro de 1984. Não ia ter esse nome, mas sua mãe, na última hora, escreveu desse jeito, com "y", e disse que assim seria. Foi feito. Essa mocinha que ama História, música e poesia hoje tem um príncipe só seu, seu filho Heitor. Ela canta o dia todo, gosta de dançar - dança do ventre - e escreve pra aliviar a alma. Ama a vida e não gosta de nada morno, porque a vida deve ser intensa. Site:Dy Vagando

0 comentários: