Compania de teatro de Várzea Grande para o Brasil. [Revista Biografia]

Compania de teatro de Várzea Grande para o Brasil.

O teatro é uma das artes mais impactantes dos palcos, capaz de emocionar, constranger, criticar, contar, ressignificar. Nessa premissa Jovens atores Várzea-grandenses Maicon D' Paula e Venicio de Souzza representam não apenas a cidade de Várzea Grande como também o estado de Mato Grosso em um dos maiores festivais de teatro da cena brasileira, o Festival de Teatro de Curitiba. O festival em sua (22) Vigésima segunda edição, contará com grandes companhias de todo o Brasil na Mostra Oficial, e também abrirá espaço para Grupos de teatro de todo o país para apresentar seus trabalhos na Mostra FRINGE, que compõe a programação do festival.

A Jovem Cia Vostraz de teatro da cidade de Várzea Grande se apresentará com o espetáculo "Rei de Espadas" nos dias 5 e 6 de abril no espaço cultural Casa Hoffmann, um lindo e exuberante espaço da cidade de Curitiba, onde grandes companhias do Brasil já se apresentaram.

Segundo Venicio, a Cia Vostraz é fruto de uma pesquisa no campo do teatro que tem inicio nos anos de 2005 quando estava integrante de um grupo de teatro também Várzea-grandense de nome Teatro Urieu que perdurou com suas atividades até o ano de 2010. A Vostraz é o resultado da experimentação artística hoje consolidada na formação dessa jovem companhia de teatro, que apesar de pouco tempo de estrada, conta com a experiência de atores maduros, espetáculos da antiga formação e novos trabalhos que vão desde a pesquisa no universo do "palhaço", a ator criador, passando pela cultura popular, e ainda, por montagens de textos de caráter psicológicos como é o caso do trabalho Rei de Espadas.


Para Maicon, Rei de Espadas se trata não somente de um drama psicológico, como também uma reflexão do universo inconsciente do homem em seu estado mais primitivo, sonhos, desejos, ambições, de um homem preso em uma Redoma de inquietantes ilusões e contradições. Maicon, dramaturgo e diretor do espetáculo, apontam que o trabalho, no entanto, não se limita tão somente a cronologia do pensamento do homem, para ele, trata-se de externar todas essas sensações que estimulam a construção de uma pesquisa corporal hora minimalista, e por vezes de proporções macro. 


Na trama, Henrique (venicio de Souzza), se apaixona pela mulher de seu pai. Medindo forças com seu progenitor, constrói suas próprias versões de uma história regrada à ciúmes, ambições e paixões, uma perigosa trama onde realidade se confunde à ilusões tentadoras. Este ano será de muito trabalho para companhia, que também fora contemplada no Premio Myriam Muniz pela FUNARTE, e deve em breve apresentar um novo espetáculo aos palcos Várzea-grandenses e Cuiabanos, o espetáculo Estrela Maria.

Para saber mais da Cia acesse: ciavostraz.wordpress.com

 

Relese do espetáculo:

Henrique (Venicio de Souzza), no centro inquietante de sua existência, questiona a necessidade atormentante de uma decisão. Sua mente transforma-se em devaneios que o faz perder o sentido das coisas, conflitando suas ideias diante de uma presença perturbadora, Helena. Rei de Espadas revela verdades ocultadas.
 
mais informações:


Telefones:65 3682 5304 (Venicio)

65 9212 0960 (Maicon)

0 comentários: