Mostra em São Paulo exibe 18 filmes produzidos na África [Revista Biografia]

Mostra em São Paulo exibe 18 filmes produzidos na África

Flávia Albuquerque
Agência Brasil


São Paulo - Dezoito filmes, entre média e longa-metragens de cineastas do Senegal, da Tunísia, de Moçambique, do Egito, da Inglaterra e dos EUA, produzidos na África, podem ser vistos até o dia 2 de junho na Caixa Cultural São Paulo. As produções fazem parte da programação da segunda edição da mostra de documentários África Hoje, que tem o objetivo de oferecer um panorama da produção contemporânea. A maioria dos filmes é inédita no circuito comercial, terá sessão única na capital paulista e entrada franca.

De acordo com a organização da mostra, os documentários apresentam temas amplos do universo dos países africanos, muito próximos da realidade brasileira, despertando uma reflexão sobre as diversas maneiras de lidar com questões complexas. O filme que abriu a mostra na terça-feira (21) foi Rouge Parole (Tunísia/2011), que mostra a Revolução da Tunísia e foi eleito um dos 12 melhores documentários de 2012 pelo Museu de Arte Moderna de Nova York.

O evento traz ainda como destaque o filme Onde a Água Encontra o Céu ( Reino Unido/2008), narrado por Morgan Freeman e escrito por Jordan Roberts (Marcha dos Pinguins). O longa mostra a história de um grupo de mulheres em um local ao Norte da Zâmbia que faz um filme para falar sobre suas vidas. A principal questão discutida por elas é a situação das mulheres jovens órfãs devido à Aids.

A Copa do Mundo também é um dos temas com o documentário Fahrenheit 2010 ( África do Sul/2009), ao mostrar o significado dos jogos no país para seus habitantes. O documentário Na Espera dos Homens (Senegal/2007) retrata o povo e a cultura da África. No filme um grupo de mulheres fala de sua relação com os homens de maneira bastante aberta.

Em Benda Bilili ( República Democrática do Congo/2010) é mostrada a história de um grupo de músicos portadores de deficiência física resultante da poliomielite e que já se apresentou em diversos países do mundo.

A mostra fica em cartaz até o dia 2 de junho, na Caixa Cultural SP. Em novembro, os filmes serão exibidos em Salvador. 


Revista Biografia

0 comentários: