NILVA FERRARO [Poeta e Artista Plástica Brasileira]

NILVA FERRARO é o nome usual de Nilva Irene Schütz Ferraro, que nasceu em Erechim, RS, formada em Direito, é poeta e artista plástica. Sempre amou as artes. Porém, somente pode dedicar-se às artes plásticas e à literatura quando se aposentou, pelo TRT da 4ª Região, onde fez carreira como funcionária concursada.

Em 1991 descobriu o haikai, forma poética que veio casar com suas duas paixões: a natureza e a fotografia. Eis que o haikai vem a ser uma fotografia com palavras. Assim, seu primeiro livro publicado foi Luzes de Outono, em 1992. Seguiram-se Fruto Maduro – centúria de haikais; Tatuagem de Amor – poemas de mãe para filho e de filho para mãe, que foi à finalíssima do Fumproarte em 2002; O Poema Nosso de Cada Dia – poemas para orar; Pulga Trapezista (haikais) e Mergulho na Mata - haikais; Oficina Natureza - haikais e A Eloquência do Bambu e do Fogo - haikais e MÁXIMAS & mínimas; Macaco Trapezista, com lançamento em 10.10.2012.

Participou de exposições coletivas e individuais na Capital e no Interior do Estado. Destaca especialmente a do XII Salão de Inverno de Artes Plásticas de Livramento, em 2000, onde foi premiada com menção honrosa, na categoria Fotografia; a exposição individual Texturas e Memórias – fotografia e poesia, no Theatro São Pedro, em 2000 e em 2004, no mesmo local, a convite do Circuito Cultural Banco do Brasil.

Recebeu o Prêmio “Antonio Filoteo Omodei – Giulio Filoteo o Amadeo”, conferido pela Accademia Internazionale “Il Convivio” Comune di Castiglione di Sicilia, Itália (2004) , 2º lugar na categoria Revista, pelo seu trabalho referente a exposição individual A Eloquência do Bambu – fotografia e poesia, Revista Porto e Vírgula, nº 42, de Porto Alegre.


Em 2004, foi classificada no Concurso de Haikais, promovido pelo Departamento de Difusão Cultural da UFRGS, tendo como prêmio a publicação do livro Haikais, pela UFRGS, Porto Alegre, em 2008, junto com os demais classificados.

Autografou o livro PULGA TRAPEZISTA na XIV BIENAL DO LIVRO RIO , no Rio de Janeiro, em 17.09.2009.

Em julho de 2010 teve seis livros seus vertidos para o Braile, pela Biblioteca Pública do Estado do Rio Grande do Sul, com entrega oficial em Sarau Poético realizado na Casa de Cultura Mario Quintana.

Em dezembro de 2010 recebeu o Prêmio AGEs Livro do Ano Infantil pelo seu livro Pulga Trapezista.

Em novembro de 2011 tomou posse na Cadeira nº 26 da Academia de Artes, Ciências e Letras Castro Alves.

Em agosto de 2012 participou do Projeto Autor Presente, do Instituto Estadual do Livro, em Cacique Doble, RS.

Em setembro de 2012 recebeu da Nova Acrópole, Organização Internacional, o diploma por haver concluído seus estudos de primeiro nível, passando a membro dessa Casa de Estudos Filosóficos.

Em outubro de 2012 lançou o II vol. da Coleção Reino Animal, Macaco Trapezista.

Em abril de 2013 - Nilva Ferraro recebeu o Prêmio Mulheres Notáveis, Troféu Cecília Meireles, em Itabira, MG.

Em maio de 2013 - Nilva Ferraro recebeu medalha e título de Membro de Honra da Divine Académie Française des Arts Lettres et Culture, no Palacete Julieta Serpa, Rio de Janeiro, RJ, cuja Presidente é a Embaixadora Diva Pavesi.


Entidades a que pertence:

União Brasileira de Escritores, SP e RS; Casa do Poeta Rio-Grandense, CAPORI; Associação Gaúcha de Escritores, AGEs; Associação Lígia Averbuck, do Instituto Estadual do Livro, IEL; Associação Internacional Poetas del Mundo; Academia de Artes, Ciências e Letras Castro Alves; Associação Amigos do Museu de Arte do Estado do Rio Grande do Sul, AMMARGS; Nova Acrópole - Organização Internacional - Brasil.

Livros

LUZES DE OUTONO 


Sul-Americana Editores, Porto Alegre, RS, 1992.

Neste primeiro livro de poesia – haikais – Nilva canta a natureza, principalmente as quatro estações do ano, bem como quer o haikai. Esse que é poema concreto, oriundo do Japão, no século XVI, cujo precursor foi Matsuo Bashoo. Para Nilva a descoberta do haikai foi qualquer coisa de mágica. Eis que o haikai com sua métrica de três versos de 5-7-5 sílabas se propõe a pintar uma cena com palavras. E sendo o haikai um flash do aqui e do agora, num só click, é possível disparar a criação do haikai. Sendo que nas suas entrelinhas podemos encontrar a sabedoria da filosofia ZEN.
Sem ISBN



FRUTO MADURO – Centúria de Haikais 


UNIPROM, Porto Alegre, RS, 2001.

A metáfora deste título sugere que o haikai, tal como o fruto que nutre nosso corpo, vem nutrir nosso espírito, com o maná da beleza, da harmonia e da paz. Se o livro traz cem haikais é para dar a ideia de fartura, do tempo em que se comprava frutas em dúzia ou cento. O livro está dividido em duas partes: I parte - Cesta de Frutos e II Parte - Lua em Lá Maior, com destaque para haikais sobre a lua.
ISBN 85-85671-36-X



TATUAGEM DE AMOR – poemas de mãe para filho e de filho para mãe 


AGE, Porto Alegre, RS, 2003.

Este livro está dividido em três partes: I Parte – De mãe para filho – são poemas que toda mãe poderia dizer ao seu filho em forma de conselho, carinho ou desvelo. II Parte – De filho para mãe – são poemas que partiram da sua experiência de filha, mas são comuns a todos os filhos com suas mães. E na III Parte – Flores para ti – Aqui Nilva dedica a seus leitores uma variedade de poemas sobre flores. Cada uma dessas três partes é apresentada por um haikai, a título de abertura.
ISBN 85-7497-149-9



O POEMA NOSSO DE CADA DIA – poemas para orar 


EST Edições, Porto Alegre, RS, 2007.

Os poemas deste livro são resultado das Oficinas de Oração e Vida, do Frei Inácio Larrañaga, que Nilva frequentou em 1993, quando apreendeu nova maneira de orar e meditar a Sagrada Bíblia. Dessa experiência mística nasceram muitos poemas. Por não se considerar dona dos mesmos, Nilva selecionou alguns deles e colocou-os nesse pequeno livro, desejando que os mesmos façam eco no coração de seus leitores.
ISBN 978-85-7517-044-1



PULGA TRAPEZISTA 


Letra&Vida Editora Suliani, Porto Alegre, RS, 2009.

Primeiro livro infantil de Nilva Ferraro. Esse livro tem parceria com o Instituto do Câncer Infantil do Rio Grande do Sul, eis que parte da sua renda é a ele destinada. Cada poema ou haikai recebeu uma ilustração de aquarela, do artista plástico Jorge Herrmann. Este livro tanto pode ser lúdico como educativo, dependendo do tipo de leitura que se fizer dele. E pretende acompanhar o desenvolvimento intelectual do jovem leitor, que mais tarde poderá vir a fazer a leitura de suas entrelinhas, como quer a filosofia ZEN, que está implícita no haikai. Este é o primeiro volume da Coleção Reino Animal.
ISBN 978-85-909473-0-1
Em 2010 Pulga Trapezista ganhou o Prêmio AGEs Livro do Ano Infantil.



MERGULHO NA MATA – haikais 


Letra&Vida Editora Suliani, Porto Alegre, RS, 2009.

Neste livro de poesia Nilva leva seus leitores num passeio de trem pela Mata Atlântica, percorrendo túneis, atravessando montanhas e pontes de ferro, cruzando abismos e passan- do por muitas emoções. Estamos falando da fenomenal Ferrovia Curitiba-Paranaguá, no Estado do Paraná, que penetra no interior da Mata Atlântica. Essa viagem é descrita de forma poética pelos haikais de Nilva Ferraro. Ou seja, fotografias com palavras. Os haikais pintam cenas ou quadros em apenas três versos. Ao cantar a beleza da mata Nilva está chamando a atenção dos seus leitores e motivando-os à reflexão para o que temos aí: as agressões que veem sendo praticadas contra a natureza. Principalmente contra a Amazônia e a Mata Atlântica, que clamam por socorro – haja vista as consequentes alte- rações climáticas porque passa nosso planeta. O único que temos.
ISBN 978-85-60776-32-0



OFICINA NATUREZA – haikais 


AGE Editora, Porto Alegre, RS, 2010.

“Oficina Natureza” foi inspirado nas belezas de São José dos Ausentes, RS, e é um cântico a sua prodigiosa natureza, com seus Campos de Cima da Serra e seus cânions – o lugar mais alto e frio do nosso Estado, com seus 1.400 m. Os poemas desse livro são o resultado de uma oficina fotográfica realizada pela Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação – FABICO – UFRGS, em que Nilva Ferraro teve a sorte de participar. Todavia, devido a um defeito insanável em sua máquina fotográfica, Nilva decidiu “fotografar com palavras”, bem como pede o haikai, em registros “do aqui e do agora”, de forma poética. Esse poema concreto, de origem japonesa, ligado à sabedoria Zen, é o menor poema do mundo, com seus três versos de 5-7-5 sílabas, totalizando 17 sílabas, ou próximo disso. A capa desse livro mostra o Pico do Monte Negro, de São José dos Ausentes, RS, Brasil, em analogia com o Monte Fuji do Japão, nestes “haikais tropicais”.
ISBN 978-85-7497-500-9



A Eloquência do Bambu e do Fogo - Haikais e MÁXIMAS & mínimas


AGE Editora, Porto Alegre, RS, 2011.


Em A Eloquência do Bambu e do Fogo – Haikais e MÁXIMAS & mínimas Nilva Ferraro dá ênfase às mensagens contidas nessas temáticas de forma sintética, ou seja, através de haikais.

Os bambus sugerem a metáfora da flexibilidade, tão presente na filosofia oriental.
O fogo, como um dos quatro elementos da natureza, serve de mote para despertar em nós emoções atávicas.
Em MÁXIMAS & mínimas temas e reflexões sobre a vida, o amor, o casamento, os sonhos... e muito mais.
ISBN 978-85-7497-527-6 



MACACO TRAPEZISTA


EDITORA UBE/RS, PORTO ALEGRE, 2012.


Macaco Trapezista é o segundo volume da Coleção Reino Animal. Continuamos com os mesmos propósitos elencados no primeiro volume, Pulga Trapezista. Eis que este livro é infantil, mas pretende acompanhar o desenvolvimento dos seus pequenos leitores, que crescendo poderão fazer outro tipo de leitura, qual seja, das suas entrelinhas, bem como quer o haikai, que está ligado à sabedoria Zen.

Com esse livro, os jovens terão a oportunidade de se familiarizar com o haikai, que na sua linguagem simples e coloquial, canta a natureza em suas variadas formas, divertindo e ensinando.
Cada haikai recebeu uma aquarela do artista plástico Jorge Herrmann.
Este livro tem uma particularidade: uma porcentagem da sua venda irá para “O Pão dos Pobres de Santo Antônio”, para favorecer as crianças e os jovens órfãos que
lá vivem e estudam.
ISBN 978-85-87142-30-6.

Valor: R$ 20,00
       
  
Contato


ARTISTA É

alguém afinado
de corpo e alma
com as vibrações
do violino Cósmico

Artista é
dar-se por inteiro
tentando aprisionar
a emoção e o sentimento
que bailam no ar

Artista é
alguém tão especial
que se sente pago
só em contemplar
a sua criação

Artista é
sentir-se
a mais rica
das criaturas
nutrida e saciada
pelo incrível maná
da inspiração




TATUAGEM DE AMOR
Oh, meu filho!
Mesmo que eu viva cem anos,
sempre lembrarei,
sempre sentirei,
a ternura daquele dia
que tão longe vai!

Quando
acabaste de gritar ao mundo
a que vieste,
a enfermeira te trouxe para mim,
qual pássaro implume, encostando
tua face na minha face...

Esse foi
o nosso primeiro contato
e podes crer, meu filho,
eu juro,
foi o momento mais feliz
de toda a minha vida.
Sinto ainda agora,
aquela sensação mágica,
aquele milagre divino,
da tepidez de tua face
na minha face...

Foi mais,
muito mais,
que apresentação.


Foi tatuagem indelével,
não só no corpo,
como na alma.
Não só no corpo, na alma,
como na eternidade,
tua face na minha face...

* Poema publicado no livro homônimo, Tatuagem de Amor – poemas de mãe para filho e de filho para mãe, em 2003.


SE ÉS CAPAZ
Inspirado no poema IF (Se), de Rudyard Kipling.

Se és capaz
de a tudo renunciar
– liberdade, glória ou carreira,
até mesmo beleza –
para um novo ser gerar...

Se és capaz
de gastar dias e noites,
sem medir esforços
a velar, a embalar
e, ao menor vagido,
se assustar...

Se és capaz
de sentir prazer imenso
à menor contração de boca,
até mesmo antes
de o primeiro sorriso se esboçar...

Se és capaz
de descobrir a cada dia
novo encanto na evolução
da vida que avança...

Se és capaz
de tudo suportar
e mesmo de coração ferido, sorrir
em nome desse amor, que retribuição não espera,
então, mulher,
és mãe!

Fonte:


NILVA FERRARO
Todos os direitos autorais reservados a autora.

0 comentários: