PAUSA PARA O CINEMA: Quanto Mais Quente Melhor [Isabela Lapa e Kellen Pavão]

PAUSA PARA O CINEMA: Quanto Mais Quente Melhor


Sinopse:

Chicago, 1929. Joe (Tony Curtis) e Jerry (Jack Lemmon) são músicos desempregados, que estão desesperados por trabalho. Eles acidentalmente testemunham o Massacre do Dia de São Valentim, assistindo o criminoso Spats Colombo (George Raft) e seu cúmplice aniquilarem Toothpick Charlie (George E. Stone) e sua gangue. Forçados a apressadamente deixarem a cidade, Joe e Jerry pegam o primeiro trabalho que podem arrumar: tocar na banda de garotas da Sweet Sue (Joan Shawlee) e suas Sincopadoras. Em trajes femininos, os dois se juntam ao resto da banda em um trem que vai para Miami, Flórida. Diante desta situação, Joe adota o nome de Josephine e Jerry torna-se Daphne. De repente eles vêem Sugar Kane (Marilyn Monroe), a vocalista da banda de Sweet Sue. Jerry se apaixona na hora, mas Joe o lembra que ele não pode se fazer notar. Porém, após chegarem a Miami, um milionário (Joe E. Brown) se apaixona por Daphne e Joe resolve se fazer passar por um milionário para tentar conquistar Sugar, tudo isto em meio à uma reunião dos Amigos da Ópera Italiana, uma convenção de criminosos que traz à cidade Spats Colombo e sua gangue. 




Destaques :

Considerada por muitos críticos uma das maiores comédias de todos os tempos, "Quanto Mais Quente Melhor" é um filme ácido, sarcástico, inteligente e ousado para a época de seu lançamento. É certamente a maior referência hollywoodiana em termos de comédia. A história é deliciosa, mesclando além da comédia, gêneros como policial, ação e romance. Além disso conta com a estrela  Marilyn Monroe no auge de sua forma física, popularidade e beleza, em uma atuação bastante convincente.


O longa brinca com a temática sexual de forma sutil, recorrendo à sexualidade com elementos ingênuos e muitas vezes pudicos o que reforça sua sagacidade. Também traz à tona temas como a homossexualidade e a desconstrução da "postura" feminina, alcoolismo, relacionamentos, interesse material, dentre outros assuntos.


O espectador passeia e se diverte com os maiores destaques do filme: os diálogos, que são ágeis e perspicazes graças ao roteiro ácido e sofisticado.

"Quanto Mais Quente Melhor" foi  indicado a sete Oscars, vencedor de três Globos de ouro entre outros prêmios. É um filme obrigatório a todo cinéfilo e apreciadores do cinema clássico. Um filme atemporal, que conquista e ganha fãs em todo mundo mesmo décadas depois de seu lançamento. Vale a pena conferir!

Trailer do Filme


Isabela Lapa e Kellen Pavão – Administradoras do blog Universo dos Leitores, que fala de livros e de tudo que estiver relacionado a estes pequenos pedaços de papel que nos transferem do mundo real para o universo dos sonhos, das palavras e da felicidade!

0 comentários: