Entrevista com Tammy Luciano [Isabela Lapa e Kellen Pavão]


Entrevista com Tammy Luciano

Olá Leitores! A entrevista de hoje é muito especial, porque além de ser com uma escritora que está fazendo o maior sucesso entre o público jovem, estamos publicando no dia do aniversário dela! Essa foi a forma que escolhemos para parabenizá-la! Confiram e conheçam um pouco sobre Tammy Luciano e o seu trabalho:


Quando você percebeu o desejo de ser escritora? Algum livro ou escritor específico contribuiu para esta descoberta? 

Na adolescência. Lembro que li Feliz Ano Velho do Marcelo Rubens Paiva e me dei conta que um escritor podia ser brasileiro. Nessa época eu escrevia nas minhas agendas, fazendo uma espécie de diário neles. Começou ali e nunca mais parei. 

O primeiro livro que você publicou foi sobre a modelo Fernanda Voguel. O que te motivou a escrever sobre ela?

Na verdade nunca pensei em escrever um livro. Eu escrevia poesias, crônicas, peças de teatro e uma das crônicas que fiz foi falando do acidente que vitimou a Fernanda Vogel. A mãe dela leu, curtiu e acabou surgindo o convite para o livro. Eu não tinha ideia que aceitando o projeto minha vida estaria mudando para sempre. 

Contar uma história baseada em fatos reais não é uma tarefa fácil! Quais os cuidados que você teve e qual foi a sua maior preocupação enquanto preparou o livro?

É bem difícil. No caso da Fernanda, ela tinha morrido, então não podia me responder se eu estava no caminho certo para contar sua vida. Eu entrevistei 55 pessoas e me preocupei com a verdade. Se duas pessoas me contavam a mesma história e não batia algum fato, eu saia em busca da verdade. Porque uma biografia precisa ser realista. Também evitei romancear. A Fernanda existiu e a ficção tinha que passar longe.

O segundo livro, “Novela de Poemas”, como o nome já induz, foi uma reunião de alguns dos seus poemas. O que te inspirou a escrever poesias? Qual escritor do gênero que você mais gosta?

Eu ganhei um patrocínio de uma empresa chamada Orient Mix e eles me ajudaram na publicação do livro. Resolvi reunir os poemas escritos ao longo de dez anos. É um livro intimista, tem muito de mim. O poema Menina Boazinha Malvada na época do Orkut virou uma febre nos perfis. Foi bacana ver tantas leitoras se identificando com a minha poesia. Eu curto muito a Florbela Espanca. O Livro de Mágoas dela é muito atual. 



Em “Sou toda errada” você apresentou um romance voltado para adolescentes, mas fugiu da regra de um livro leve, com um casal perfeito e optou por mostrar as dificuldades da adolescência, os riscos de atitudes impensadas e as consequências delas. Algum fato que você vivenciou contribui com a ideia dessa abordagem?

Eu não queria mais do mesmo, era o meu primeiro romance, queria muito trazer novidades. Resolvi fazer um livro em que a protagonista é a vilã. Um livro em que a ótica da mocinha não aparece. Foi um projeto lindo, teve muita repercussão e muita gente passou a me conhecer com esse livro. Na verdade o livro é jovem adulto, a Mila é ousada e politicamente incorreta. A ideia do livro começou quando um amigo meu disse que tinha uma ex-namorada maluca. Vi ali uma boa ideia para escrever um romance. Não tinha ideia que o livro me abriria portas para me firmar na carreira.

Na sua opinião, qual a contribuição que as histórias podem ter na formação da personalidade dos jovens?

Muitas leitoras me escrevem agradecendo, dizendo que Garota Replay mostrou para a necessidade de se amar. Acho que o livro faz um papel maravilhoso, ajudando nas descobertas. Hoje me preocupo ainda mais em pensar o que o meu livro pode fazer de bem para o outro, mas sem ficar muito autoajuda. Os livros podem ajudar demais nos questionamentos jovens. Muitas vezes os livros são inclusive a maior companhia de um adolescente.

“Garota Replay”, um dos seus maiores sucessos, inaugurou o selo Jovem da Novo Conceito. Como foi receber esse convite?

Surpreendente. Eu estava querendo conseguir uma editora grande e surgiu o convite para participar de eventos na Bienal 2011 no estande da editora. Ali aconteceu o primeiro contato. Depois disso eles leram Garota Replay, curtiram e aprovaram o livro, mas eu não tinha ideia que estava me tornando a primeira autora brasileira do Selo Novo Conceito Jovem e muito menos que seria tão bacana me tornar autora da editora. 

A história também apresenta situações difíceis que uma adolescente enfrenta e demonstra a sua tendência em fugir do óbvio, do comum e do simples “casal apaixonado”. O que te motiva a trazer abordagens mais complexas?

Não quero repetir as mesmas fórmulas de alguns livros. Meus livros sempre tem duas temáticas fortes, gosto de me reinventar em cada projeto e trazer novidades. Acho que muito leitor já entendeu e gosta disso. O retorno que recebi com o livro foi muito grande e especial. É ótimo pensar que muitas leitoras repensaram suas próprias relações consigo depois de ler Garota Replay. 

Em breve teremos o lançamento de “Claro que Te Amo”. Conte um pouco sobre o trabalho e fale das suas expectativas com o mesmo.

Claro Que Te Amo! é o meu quinto livro e estou muito animada. Minha personagem Piera é maravilhosa e espero que sua história emocione os leitores. Ela namorou a adolescência toda e acaba perdendo esse namorado. O livro começa quando ela está indo assistir o casamento desse cara com outra garota. E quando Piera acha que está encerrando uma fase da sua vida, um mundo de novidades chega. A minha expectativa é a melhor possível. Espero que as pessoas adorem a história, se identifiquem e, claro, que o livro seja um sucesso! 

Entre todos os seus livros, teve algum que você gostou mais de escrever? Por quê? 

Todos! Porque cada um deles é uma fase especial da minha vida. 

Além de escritora você é atriz. Como concilia as duas atividades?

Eu detestaria ter que escolher uma das duas, adoro atuar e adoro escrever. Atualmente, além dos livros, eu tenho um grupo de teatro e breve lanço um projeto que envolvo meu lado escritora e atriz. Vem novidade boa por aí! 

Podemos esperar novos livros?

Claro! Enquanto eu estiver divulgando Claro Que Te Amo! vou escrever o livro novo. Foi assim com Garota Replay. Enquanto eu divulgava o livro, escrevia a história da Piera. Parar jamais! Amo demais escrever, me faz um bem enorme. 

Como é o seu contato com os fãs? Você administra bem o sucesso? 

Ótimo. Eu adoro me comunicar com eles, trocar ideia, tentar corresponder esse carinho. Antes eu tinha mais tempo livre, mas os leitores entendem e respeito muito o meu espaço. Sobre sucesso, não penso muito nisso. Tenho comigo de ter sempre humildade, não me achar melhor do que ninguém porque se você não cuidar começa a se achar muito importante e eu não quero isso para mim.

Você tem um canal no You Tube, não é mesmo? Qual é? Qual o conteúdo apresenta por lá?

Sim, é o www.youtube.com/tammyluciano Por lá eu coloco os vídeos do meu quadro Crônica Falada, onde gravo vídeos com temas jovens, coloco entrevistas minhas na TV, como a que fiz no Programa do Jô, tenho um quadro chamado Bocadela, em que gravo minhas personagens e atualmente faço um Vlog lá também. O meu Canal é bem organizado. O leitor que entra consegue entender e encontrar o que procura. 

Indique: 

- um escritor: Leila Rego

- uma música: Adoro Stronger da Kelly Clarkson

- um filme: Miss Potter

- um livro nacional: Sob a Luz dos Seus Olhos da Christine M. eu adorei!

- um livro imprescindível: de orações!

- um poema: de amor 

Sobre você:

- um sonho: ser mãe

- uma conquista: ter comprado meu apartamento

- a melhor coisa do mundo: liberdade para ser e saber viver essa liberdade

- a pior coisa do mundo: a maldade humana


E então leitores, gostaram da entrevista? Conheçam mais sobre a escritora no site oficial dela, basta clicar aqui.


Isabela Lapa e Kellen Pavão – Administradoras do blog Universo dos Leitores, que fala de livros e de tudo que estiver relacionado a estes pequenos pedaços de papel que nos transferem do mundo real para o universo dos sonhos, das palavras e da felicidade!


0 comentários: