Artistas usarão hits para transformar shows do Rock in Rio em 'karaokê' [THALES DE MENEZES]

Artistas usarão hits para transformar shows do Rock in Rio em 'karaokê'

THALES DE MENEZES
EDITOR-ASSISTENTE DA "ILUSTRADA"

Na sexta, cerca de 85 mil pessoas estarão na Cidade do Rock, na abertura da quinta edição brasileira do Rock in Rio. Com Ivete Sangalo e Beyoncé na primeira das sete noites do festival, esse pessoal vai dançar e pular. E, claro, cantar muito.

Poderosas "hitmakers" (criadoras de sucessos, no jargão do mundo da música), ambas terão seus momentos de karaokê para a massa. Conhecem bem a força de algumas canções que já são esperadas pelo público, pronto para cantá-las.

É um momento de total clichê do show business, aquele em que o(a) cantor(a) aponta o microfone para a plateia, não sem antes dizer algo do tipo "Agora eu quero ouvir vocês!", em qualquer idioma.

Na primeira semana do Rock in Rio, essa interação vocal ainda será um tanto branda. No sábado e no domingo, noites fechadas respectivamente pelo grupo britânico "sensível" Muse e pelo cantor americano descolado Justin Timberlake, os chamados "headliners" vão conquistar mais pelo conjunto da obra --e pelos suspiros femininos-- do que por uma ou outra música inquestionavelmente pegajosa.

Quem tem mais refrão contagiante para mostrar do que os gringos é o Capital Inicial, que toca no sábado uma lista de canções que sempre puxam coro. Curiosamente, talvez a campeã nem seja uma original da banda: é "Primeiros Erros", da produção oitentista de Kiko Zambianchi.

Mas, de quinta a domingo da próxima semana, o coral ganha testosterona. A segunda semana no palco principal do Rock in Rio 2103 é, quem sabe sem intenção, um "clube do Bolinha".

Com uma ou outra possível exceção de alguma garota em vocais de apoio, são só meninos no palco Mundo.

VOZES MADURAS

Nem tão meninos assim, já que todas as vozes das atrações principais de cada dia já são cinquentonas.

Na quinta, dia 19, o Metallica fecha a noite com o "caçula" da turma, James Hetfield, 50. No dia seguinte, Jon Bon Jovi ainda dá pinta de galã roqueiro aos 51 anos.

Depois, dois Bruces.

Sábado, o tiozão do festival, Bruce Springsteen: ele, aos 63 anos, faz shows que habitualmente duram de três a quatro horas! No domingo, fechando o evento, Bruce Dickinson, 55, canta hits do Iron Maiden para todas as idades.

Todos têm sucessos para alimentar horas de karaokê. Bon Jovi, entre eles o que faz com mais eficiência o cruzamento com o pop, é o que traz mais munição.

E o "backing vocal" da plateia vem a calhar a esses vocalistas maduros, que, compreensivelmente, não seguram tanto os brados de rock raivoso de décadas passadas.

Os trechos de músicas espalhados nesta página são quase unanimidades, embora um ou outro fã prefira esta ou aquela. Mas aí basta esperar o karaokê girar.


ROCK IN RIO 2013
QUANDO dias 13, 14, 15, 19, 20, 21 e 22 de setembro
ONDE Cidade do Rock, Rio
QUANTO ingressos esgotados

0 comentários: