Editora cria ‘biografia pirata’ de Caetano Veloso no Facebook [Revista Biografia]


Editora cria ‘biografia pirata’ de Caetano Veloso no Facebook

 William Helal Filho - O Globo

Espaço recebe colaborações de internautas, que enviam material sobre a vida do cantor. Ideia é publicar um e-book gratuito.

 ‘Se o problema é o escritor fazer fortuna com biografia, a gente vai resgatar a vida do Caetano e publicar de graça’, diz criador da página

Empresária Paula Lavigne, ex-mulher de Caetano, apoia projeto

RIO - A celeuma em torno da exigência de autorização para se publicar biografias no Brasil está dando pano para manga no Facebook. Na quarta-feira ( , foi criada na rede social uma página que se propõe a fazer“a mais pirata e coletiva biografia não autorizada de Caetano Veloso”. O espaço, que já tem mais de 2,4 mil curtidas, recebe colaborações de usuários. Eles enviam links de matérias, fotos e outros conteúdos que, um por um, costuram a vida do compositor. Sem ordem cronológica.

- Não criamos a página para tirar sarro do Caetano. Queremos reconstruir a vida dele na timeline, organizar tudo e lançar uma biografia não autorizada em forma de e-book gratuito - explica Ricardo Giassetti, que criou o espaço com Danilo Corci, seu sócio na editora MojoBooks. - Estamos recebendo centenas de mensagens de colaboração e fazendo a curadoria do que entra na página.

O debate gira ao redor da Lei 10.406, de 2002, que dá ao biografado o direito de proibir a circulação de uma obra sobre ele. Uma ação movida pela Associação Nacional dos Editores de Livros (Anel) no Supremo Tribunal Federal (STF) tenta alterar a legislação, mas a associação Procure Saber, formada por artistas como Caetano, Roberto Carlos e Gilberto Gil, faz lobby para manter a necessidade de autorização. A empresária Paula Lavigne, ex-mulher de Caetano, preside a entidade.

- Se o problema da Paula Lavigne é o escritor fazer fortuna com biografia, a gente vai resgatar a vida do seu ex-marido e publicar de graça. Se ela não gostar, vai ter que rever o argumento da Procure Saber - comenta Ricardo que, no início deste ano, foi responsável, junto com Danilo, pela criação da página “Boicota SP”, que denuncia preços abusivos em São Paulo.

A empresária divulgou no Twitter e no Facebook uma mesma declaração, aprovando a iniciativa.




As já muitas postagens resgatam episódios de Caetano. Uma delas traz a foto do artista completamente nu, feita em 1979 para o livro “Homens”, de Vania Toledo. Outra exibe uma capa de 1997 da revista “Caras”, em que o compositor aparece ao lado de Paula Lavigne, quando eles eram casados e viviam em família na Bahia. Também é possível visualizar links publicados com o tag da página ou em comentários. Um internauta enviou o link de uma matéria da “Veja”, de 2005, que relata o dia em que, após a separação, Paula teria sido impedida pelos porteiros de entrar no prédio do cantor e, em reação, teria batido o carro contra o portão da garagem. Há também matérias de sites de fofocas com imagens do baiano na praia ou na rua.

- Se alguma informação é duvidosa, mas vale a pena ser averiguada, a gente publica pedindo mais informações dos internautas. Ou então a gente coloca na página com um tom de brincadeira. Tudo isso faz parte da nossa curadoria - argumenta Ricardo. - Recebemos uma foto da turnê do disco “Cê” de 2003, enviada pela produtora do evento. Esse tipo de registro, de gente que participou da vida do Caetano, é muito interessante para a biografia.


0 comentários: