A verdadeira história de Fabrício Carpinejar [Marco Antônio Astoni]


A verdadeira história de Fabrício Carpinejar 

Publicado no Blog Velho Ludopédio 

O escritor gaúcho Fabrício Carpinejar é famoso por ser um profundo entendedor da alma feminina e popular entre praticamente 100% das mulheres que conhecem seu trabalho. Mas eu digo sem medo de errar: ele é o maior mentiroso do Brasil!

Antes de explicar minha afirmação, quero deixar claro que não sou totalmente contra os mentirosos. Desde que não sejam políticos ou minha mulher, eu até entendo e respeito uma lorotinha saudável e cheia de boas intenções.

O fato é que Carpinejar mente descaradamente. E o que é pior: consegue enganar e se passar impune aos olhos de toda a sociedade, especialmente a feminina. 

Não há como um homem conhecer tão profundamente todos os mistérios que se passam dentro de uma mulher, sem que ele seja ou deseje ser uma delas. 

Para falar em português bem claro, Carpinejar seria uma bichona, daquelas mais escandalosas, se estivesse falando a verdade. E isto é mentira. Mesmo sem conhecê-lo pessoalmente, sei que o escritor é um heterossexual dos mais varões, com um currículo de conquistas invejável, por sinal.

Acontece que Fabrício Carpinejar é feio. Muito feio. Um caso em que podemos usar, sem medo de errar, a palavra ‘horroroso’. Ele mesmo sabe e admite isto. Até faz piada de sua aparência. Só que acontece também que ele nasceu com inteligência proporcional à sua feiura e, sagaz como poucos, soube inventar este personagem que conhecemos. Feio, muito feio. Mas encantador, aos olhos femininos.

Assim sendo, com tantos homens estúpidos, cafajestes e ignorantes espalhados pelo mundo, nada mais natural que o sensível e amoroso Fabrício conquistasse corações de uma forma que os brutamontes jamais imaginariam. Desde o começo, porém, esta era a única possibilidade para o feio, muito feio, que sabia usar o cérebro de forma extremamente mais eficiente do que os bobalhões usavam os músculos e as caras bonitinhas.

Esta é a verdadeira história de Fabrício Carpinejar, um mentiroso de primeira linha. Que finge ter a alma feminina, mas que, no fundo, é tão picareta quanto todos nós. Não sei sobre vocês, mas eu morro de inveja por não ter tido esta ideia antes... 

Marco Antônio Astoni

0 comentários: