Mulher manda, apenas obedeço feliz [Ronaldo Magella]


Mulher manda, apenas obedeço feliz 

Como cantou Camões, é servir a quem vence, o vencedor, quem vence o quê? Claro e simples, o nosso coração, com o qual serviremos com bravura e amor, sem medo ou dor, com vontade e paixão, sem jamais duvidar ou se cansar.

Atenção mulheres, só um exemplar raro, não procurem outro, não sou bonito, nem rico, não esperem de mim essas qualidades, esperem outras, uma compensação, dedicação, cuidado, atenção e afeto, eis o que tenho, não tenho nem ouro nem prata, mas tudo que tenho, e só tenho a mim, eu vos, a mim mesmo, me doou. 

E claro, nenhuma mulher irá mesmo acreditar que exista um homem assim, que acorda no meio da noite para buscar água pra ela, que acorda cedo para fazer o café dela e ainda o serve na cama, nos dias de domingo com uma rosa sobre a bandeja. Isso é quase impossível. Um homem que se obstina a servir, a cuidar, a doar, a entregar. Enfim, coisas de poeta, ninguém acredita, idealiza, mas pensa que talvez, talvez, não existe. 


Lá em casa só quero um quarto para os meus livros, ouvir minhas músicas e guardar minhas coisas, no resto, mandará a minha mulher, aquele que um dia meu coração eleger para amar pelo resto da minha vida que ainda me resta, será a dona, mandará, terá total governo. Ela escolherá as tintas, eu pintarei, ela escolherá os móveis, eu os porei no lugar, ela escolherá a rua, o bairro, a cidade, eu apenas farei a mudança, ela fará a lista, comprarei no supermercado, ela dirá o destino, seguirei resoluto, ela dirá, farei, ela pedirá, cumprirei fielmente. 

Mulher manda em mim, apenas obedeço, cumpro suas ordens como um soldado raso, sem questionar, com um leve sorriso no rosto. Estarei ali empurrando o carrinho do supermercado, trocando as fraldas do bebê, comprando o pão na padaria, empurrando os móveis, abrindo o portão, consertando as coisas, lavando o carro, arrumando a casa, fazendo o almoço, servindo a quem venceu a teimosa do meu coração.

Não sei se ainda irei outra vez me apaixonar e ter alguém em minha vida, a cada dia que se passa isso se torna mais difícil e distante, porém, só tenho duas certezas em mim, a primeira é que, se novamente acontecer, pronto, não irei outra vez errar, quero que seja pra sempre, pelo menos irei tentar, é  o que espero, não irei repetir mais erros ou andar em círculos, e ademais, farei por ela tudo o que ela desejar, quiser, precisar, seremos felizes, pelo menos de mim ela não poderá reclamar.

Gostar por gostar e servir a quem vence, o vencedor, amar e por tal e fazer pelo outro o que se quer e se deseja, flores no café da manhã, beijos no almoço e risos ao anoitecer, cuidar com carinho e proteção com afeto, amizade na solidão e companhia na escuridão, desejo no amor e paixão na vontade, paz na relação e segurança no futuro, certeza no presente e saudades do passado, eis o que deverá ser, assim penso, quero, será. 

Ronaldo Magella 
Jornalista e Professor - Blog - http://www.ronaldo-magella.blogspot.com/




Ronaldo Magella é professor, poeta, escritor, blogueiro, radialista, jornalista, cronista, tem 33 anos, é do signo de peixes, não gosta de futebol, prefere livros, é formado em Letras e Jornalismo pela UEPB, tem especialização em linguística, e agora é acadêmico de Pedagogia pela UFPB, adora MPB, Rock, café, romance, paixão e café, não nessa ordem, trabalha hoje com internet, rádio, assessoria de imprensa, leciona, sonha e vive, mas sonha do que vive, afinal, enfim.

0 comentários: