Artista usa pinturas como moeda de troca em viagens [Juliana Aguilera]


Em hotel na praia de Maragogi, em Alagoas,

Pedro Melo criou painéis em troca de diárias e regalias.
Artista usa pinturas como moeda de troca em viagens


Em página na internet, Pedro Melo compartilha experiência que combina arte e consumo colaborativo.

Troca de estadia, alimentação, objetos, ingressos, passagem, por um pedaço de madeira rabiscado. É o que propõe o Troca Por um Quadro, página do Facebook criada por Pedro Melo em 2013.

Deixando problemas pessoais de lado, Melo decidiu fazer uma viagem com seu amigo Caio Alescastro para a Europa. “Coloquei umas oito madeiras na minha mala e decidi que ia dar pra pessoas. Alescastro sugeriu que eu trocasse”, comenta.

E essa viagem rendeu boas histórias, como quando conheceu Bob Ferraz, em Lisboa, Portugal. Com direito a visita à cidade, um almoço brasileiro (feijoada), algumas cervejas e duas latas de spray, Melo pintou uma parede na casa de Ferraz. Além da boa experiência, o artista pode conhecer pessoas incríveis também.

Outra boa troca foi feita em Istambul, na Turquia. O artista negociou a troca de um quadro com o garçom de um restaurante, mas no fim o gerente não aceitou a troca. “Fiquei bem triste, mas não entreguei o quadro. Andamos um pouco pelas ruas e entramos num restaurante típico de comidas turcas. Fomos tão bem recebidos, com uma simpatia tremenda que decidi dar de presente o quadro para o dono do estabelecimento”, conta.

Entre os locais que passou, estão: Espanha, Alemanha, Portugal, Turquia, Itália, e algumas cidades do Brasil, como Maragogi, Olinda e São Paulo. Os amigos, nascidos no Recife, falam apenas o português. Para realizar as trocas em outros países, eles gesticulam e soltam poucas palavras.

Quanto a receptividade de seu projeto – que está sendo gravado por Caio Alescastro – Melo comenta: “Alguns recebem bem, muita alegria, acham bacana, outros tem medo, e só acreditam depois que o quadro ficou pronto. Alguns até não devolvem a troca. Mas no geral é incrível, fizemos amigos fora do país, e ganhamos histórias pro resto da vida”.

Pela página do projeto no Facebook é possível conferir os relatos de viagens e as trocas feitas pelo artista; assim como também sugerir uma troca. Você tem algo aí para trocar por uma madeira pintada? 

Fonte:

0 comentários: