Músicos do Iron Maiden ensinam como ganhar (muito) dinheiro com a pirataria [Fabrízia Ribeiro]


Músicos do Iron Maiden ensinam como ganhar (muito) dinheiro com a pirataria 

Por Fabrízia Ribeiro 

Fonte da imagem: Reprodução/Flickr 

A pirataria pode ser um problema para músicos, bandas, produtores, gravadoras e lojas de discos. Mas ela também pode ter um lado positivo, como nos ensina a banda Iron Maiden, que conseguiu atingir os responsáveis pelos downloads ilegais de suas músicas e transformar o que poderia ser um problema em um negócio lucrativo.


Para isso, eles contaram com a ajuda da Musicmetric – uma empresa britânica especializada em analisar os dados da indústria musical a partir das redes sociais e do tráfego de dados em redes de BitTorrent. “Ter um panorama preciso em tempo real sobre os principais dados ajuda a informar as pessoas que precisam tomar decisões. (...) Os artistas podem dizer ‘estamos sendo pirateados aqui, vamos fazer algo quanto a isso’ ou ‘somos populares aqui, vamos fazer um show’”, afirma Gregory Mead, diretor e cofundador da empresa baseada em Londres.

No caso do Iron Maiden, a banda notou que havia um tráfego maior de dados na América do Sul. De acordo com o site Cite World, países como Brasil, Venezuela, México, Colombia e Chile estão entre os dez lugares com o maior número de seguidores da banda no Twitter. Já quanto aos downloads, o Brasil ocupa um dos primeiros lugares do ranking.


Musicmetric mostra os principais dados das bandas em tempo real. Fonte da imagem: Reprodução/Cite World

Em vez de acionar seus advogados, os músicos escolheram a segunda opção sugerida por Mead: fazer um show. Isso explica porque a banda concentrou boa parte da sua turnê na América do Sul nos últimos anos. O Cite World ressalta que apenas no show realizado em São Paulo em 2008 a banda arrecadou mais de 2,5 milhões de dólares.

E, além de ser um negócio lucrativo, o posicionamento da banda com relação à pirataria trouxe mais resultados positivos. Segundo o Musicmetric, no período entre maio de 2011 e maio de 2012, a banda atraiu mais de 3,1 milhões de fãs nas redes sociais. Ainda, depois da turnê inglesa (que aconteceu entre junho de 2012 e outubro de 2013), o número de fãs online da banda aumentou para 5 milhões, com um destaque considerável para a América do Sul.

Sabemos que a emoção de ver nossos ídolos ao vivo é algo que não dá para simplesmente baixar na internet. Então, o que você acha do posicionamento da banda? 

Fonte: Cite World ,The Verge 

MegaCurioso

0 comentários: