Primeiro livro de moda foi escrito por contador Alemão [Luanna Jales]

Primeiro livro de moda foi escrito por contador Alemão

por Luanna Jales 

Matthaeus Schwarz era tão obcecado pela própria imagem que criou um livro repleto de ilustrações que mostram quase sessenta anos de sua vida. Ele começou a registrar sua imagem em 1520, quando encomendou 36 pinturas com o objetivo de fazer uma retrospectiva de sua aparência desde a infância até os 23 anos.

Depois disso continuou, com a ajuda de três artistas, os desenhos. O registros de sua aparência e a evolução da indumentária continuam até 1560, quando Schwarz tinha 63 anos. Ao todo são 137 imagens. O trabalho ficou conhecido como O Livro Schwarz de Roupas.

Como trabalhava com comerciantes importantes, o contador tinha acesso a materiais diversos. Além disso, Schwarz empregava os mais talentosos artesãos à sua disposição. Naquele tempo, tudo era feito à mão, sim, ponto por ponto em agulha e linha. O excesso de mão de obra colaborava com o preço e a rapidez da confecção das roupas.

Os custos eram altos. Schwarz não era rico, mas ganhava bem e optou por investir grande parte de seu salário em sua aparência. A maior parte do dinheiro era gasta em materiais, pois como dito anteriormente, a mão de obra abundava.

Tudo era feito com primor, porém havia algo que refreava os impulsos estéticos deste amante da moda, as leis suntuárias (leis que regulamentavam o tipo de roupa a ser usado por diferentes classes). Como um contador não poderia se vestir melhor do que seus superiores, havia certas restrições nos enfeites e materiais empregados. Porém Schwarz conseguiu contornar este problema modificando o foco da vestimenta. Por exemplo, se não pudesse usar calças ou meias decoradas, voltava sua atenção para as mangas.

Este documento é considerado hoje o primeiro livro de moda do mundo, e é base de muitos estudos para a compreensão da época.









Fonte:

0 comentários: