58 Curiosidades sobre Virginia Woolf [Francine Ramos]

58 Curiosidades sobre Virginia Woolf


Artigo publicado no Blog Livro&Café

Por Francine Ramos

Na vida de todos nós há fatos curiosos, segredos, mistérios, obscuridades e fofices.

Abaixo 58 curiosidades sobre Virginia Woolf.

1 . Quando pequena, teve muita dificuldade para aprender francês.

2 . Por um breve período, Virginia Woolf escreveu em uma mesa alta, em pé, pois ela queria ser como um pintor, que pode se afastar imediatamente da tela para ter uma visão melhor da obra.

3 . “A Cabra” foi o seu apelido quando bebê.

4 . Woolf tentou se matar aos 22 anos, pulando da janela de um hospital, porém ela estava no segundo andar e nada aconteceu.

5 . Quando escrevia o seu primeiro romance “A Viagem”, Virginia pedia muitos conselhos aos amigos, pois se sentia insegura e cheia de dúvidas.

6 . Hans, o cachorro de Virginia Woolf, gostava de fazer suas necessidades no tapete da sala.

7 . Virginia Woolf, quando pequena, era excelente nos esportes.

8 . Certa vez, ela descobriu um diário em que ela havia escrito durante um período de lucidez e felicidade. Ela riu muito ao reler.

9. Virginia criticava os hábitos alimentares de seus amigos à mesa de jantar. Reclamava se eles comiam demais ou de menos.

10. Ela disse que sua morte seria a “única experiência que eu nunca irei descrever”.

11. Alguns dos primeiros artigos de Woolf foram publicados no The Guardian.

12 . Durante uma de crises de loucura, ela acreditou que os pássaros cantavam em grego e que o Rei Edward VII estava escondido nas árvores, dizendo maldições a ela.

13. Quando Virginia Woolf ensinou em “Morley College”, ela fez seus alunos escreverem ensaios sobre eles próprios.

14. Woolf gostava do ato de escrever no papel . Aos 11 anos experimentou diferentes tipos de canetas na esperança de encontrar uma que iria fornecer a sensação perfeita.

15 . Virginia Woolf adorava assistir concertos de ópera.

16 . Quando pequena, Woolf atormentava Vanessa Bell, sua irmã mais velha, riscando as unhas contra a parede.

17 . Quando adolescente, Woolf tornou-se tão aterrorizada com as pessoas que ela morria de vergonha quando alguém falava com ela e era incapaz de olhar nos olhos de desconhecidos.

18 . No início de sua carreira literária, Woolf considerava os nomes dos personagens que criava de pouca importância.

19. Quando ficou longe de sua irmã Vanessa, Virginia escreveu cartas para ela diariamente.

20 . Virginia Woolf ficou interessada em casar-se om Lytton Strachey, amigo e companheiro do Grupo Bloomsbury.

21. Virginia Woolf detestava tirar fotos.

22 . Em 1909, Woolf e outros membros do grupo Bloomsbury inventaram personagens fictícios para tentar escrever um romance coletivo, enviando cartas pelo correio uns para os outros.

23 . Aos 27 anos Virginia Woolf admitiu ter medo de sexo.

24 . Woolf leu e escreveu compulsivamente para compensar o fato de que ela não tinha o que ela mesma chamou de “uma verdadeira educação “, ou seja, um diploma universitário.

25 . Uma pequena ideia para “Um Teto Todo Seu” surgiu quando ela estava numa banheira.

26 . Certa vez ela ficou 24 horas arrasada, após uma piada que Clive Bell (um amigo) fez sobre o chapéu que usava.

27 . Depois de se casar, Woolf se matriculou numa escola de culinária. Pouco tempo depois, sem querer, ela cozinhou o anel de casamento dentro de um pudim.

28 . Durante a Segunda Guerra Mundial, Woolf e seu marido Leonard, caso os nazistas ganhassem, iriam se suicidar. O casal manteve uma quantidade suficiente de gasolina escondia na garagem para o ato.

29. Woolf era um cliente difícil, muitas vezes discutia com os lojistas sobre os produtos que eles tinham para venda e quais os produtos que ela imaginava que eles deveriam ter para vender.

30 . Ao 13 anos, logo que a sua mãe Julia morreu, ela disse que era “o maior desastre que poderia acontecer.”

31. Certa vez, Virginia Woolf foi comprar um livro que ela considerou ter perdido. Ficou com muita raiva quando o pessoal da livraria informou que não havia mais o livro, mas ao voltar para casa, Virginia encontrou o livro dentro da bolsa.

32 . Virginia Woolf comprou um carro de luxo e fez aulas de direção. Chegou a dirigir algumas vezes, mas preferia ficar no banco de passageiro.

33 . Woolf não tinha experiência em moda. Ela nunca sabia o que vestir.

34 . Woolf sentiu que James Joyce escreveu para uma panelinha . Ela se referiu a outros leitores e escritores da “laia” de Joyce como ” essas pessoas” pertencentes ao ” Submundo “, um grupo de pessoas mais interessadas em reputações a talentos.

35 . Woolf não gostava da pintura contemporânea.

36 . Virginia Woolf gostava de caminhar durante à tarde. Saltava valas, subia morros, manobrava-se em cercas de arame farpado e tudo mais.

37 . A mãe de Julia ensinou Virginia Woolf, aos 7 anos, Latim, Francês e História.

38. Woolf lutou com a anorexia, ela acreditava que seu corpo era monstruoso, e que sua boca e estômago eram sórdido em busca por alimentos.

39 . Woolf era pacifista.

40 . A seguir, um trecho de uma carta Woolf escreveu para sua irmã, Vanessa, em junho de 1911 : ““I could not write, & all the devils came out — hairy black ones. To be 29 & unmarried — to be a failure — Childless — insane too, no writer.”

41 . O marido de Woolf, Leonard , tinha um macaco de estimação chamado Mitz.

42 . Woolf e cinco amigos, apresentaram uma pequena peça teatral aos British battleship H.M.S. Dreadnought. Eles pintaram o rosto de preto, vestiram trajes diferente e apresentaram-se como “O Príncipe da Abissínia (atual Etiópia) e sua comitiva.”

43 . A professora de música da criança Virginia, perguntou-lhe qual era o significado do Natal. Ela respondeu: “É para celebrar a crucificação”. E caiu na gargalhada. A professora a deixou de castigo.

44. Woolf disse certa vez: ” Eu não gosto de senhoras idosas gordas”.

45 . Para diminuir suas ansiedades de adolescente, o médico de família, Dr. Seton, sugeriu que ela estudasse menos e passeasse mais ao ar livre.

46 . Virginia Woolf não era boa em cálculos. Tentou controlar o orçamento de despesas da casa, mas desistiu e deixou o cargo para o seu marido Leonard.

47 . Geralmente Virginia Woolf se sentia muito deprimida quando terminava de escrever um livro.

48 .  Perto da época da morte de Woolf, uma bomba foi lançada sobre a margem do rio Ouse, causando um lago em miniatura, que chegou à beira de seu jardim e atraiu multidões de aves aquáticas.

49 . Woolf era membro da Fabian Society , um movimento político em favor do socialismo democrático.

50 . Woolf teve uma vez um comentário seu sobre um livro de história da França, sobre a Reforma Francesa, rejeitado pelo The Times Literary Supplement por ser desprovido de crítica séria do ponto de vista histórico.

51 . Woolf e seu marido, Leonard, primeiramente queriam passar a lua de mel na Islândia, mas por fim foram para a França e Espanha.

52 . Apesar da grande reputação de Woolf como autora e intelectual, ela começou a apoiar a causa feminista gastando horas e horas escrevendo endereços em envelopes.

53. Às vezes Woolf escrevia sentada numa poltrona velha.

54 . Woolf ouviu Beethoven enquanto escrevia As Ondas.

56 . Quando a comédia escrita por Virginia Woolf , Freshwather, foi encenada em 1935 no estúdio de sua irmã Vanessa, o marido dela, Clive Bell, e seu irmão Cory riram tanto que ninguém mais podia ouvir a encenação.

57 . Em seus vinte e poucos anos, no diário de Virginia Woolf continha textos exigentes, como ensaios para a publicação que descreviam um dia no país ou uma noite ouvindo música.

58 . Quando criança, Virginia gostava de contar histórias para dormir para as crianças da casa vizinha, os Dilkes.



Fonte: Flavorwire

Francine Ramos é formada em Letras Português/Inglês, trabalha com Tecnologia Educacional e em 2011 criou o blog Livro&café. O que ela quer é ser professora de literatura, ter uma boa biblioteca particular, viajar e ler Virginia Woolf. Tudo isso e mais, sem esquecer do café.

0 comentários: