André Santos – Um baiano em Paris [Cleo Oshiro]

André Santos – Um baiano em Paris

Cleo Oshiro –  Colunista Social 

André Santos, 38 anos, divorciado pela segunda vez e pai de 3 filhos, é um baiano nascido em Salvador da Bahia, mas mora há 10 anos na cidade de Paris/França. André é cantor, compositor, músico,  ator, modelo, pintor, escultor, ilustrador e gráfico e  vive espalhando sua arte pela França onde tem realizado projetos incríveis, inclusive conquistando prêmios. Não deixem de ler a entrevista na íntegra e assistir ao divertidíssimo vídeo “Rockstar ” que mostra as peripécias de um fotógrafo que se fez passar por um grande astro do rock. E por falar em prêmios, André tem um  filme que foi selecionado para o Festival de Cinema e Vídeo de Cuiabá Cinemato, em Mato Grosso, onde foi um dos 12 escolhidos entre os 34  filmes participantes.

André, o que te levou a viver no exterior? 

Conheci minha segunda esposa que era francesa e ela me convidou para viver na França onde estaria trabalhando com música, pois ela é professora de música. Acabamos formando um dueto “Flauta transversal e violao” para tocar em bares durante o inverno! 

O que foi mais difícil na sua adaptação? 

Vou ser bem sincero em minha resposta… a individualidade mata qualquer sentimento de cumplicidade,e por aqui existe uma cultura forte nesse sentido! Para o bahiano que adora um chamêgo, um denguinho, não da para esperar por meses até que as pessoas te compreendam. Esse é um reflexo de crises pseudo- existencial que podem existir por aqui! 

Paris é tudo aquilo que dizem? Uma cidade fascinante e repleta de paixão? 

Olha, eu vim a Paris, para mudar de vida trabalhando, acho que a paixão depende muito do gosto da pessoa e de seus objetivos e meu objetivo era o Estados Unidos, berço do Rock’n roll. Acabei caindo aqui por acaso! No início Paris não me fazia muita cocégas, mas depois de dez anos acabei virando um “Parisiense” e não consigo deixar de amar esta cidade incrivelmente cosmopolita. Aqui tem gente de todos os cantos do mundo e isso sim é fascinante! 

Se considera um sonhador? 

Me considero um sonhador porque sigo vivendo um sonho, que é o sonho de muitos brasileiros… o de viver no exterior! 

Como foi sua vida quando chegou em Paris e o que fazia para sobreviver? 

No início em 2003, comecei a tocar em bares com minha ex -esposa. Tínhamos formado um dueto chamado Solouna, mas não rolava grana suficiente para pagar nem o aluguel …que é muito caro aqui, praticamente um salário inteiro, então comecei trabalhar como guia turístico, virei coordenador de eventos e trabalhei até no metrô!

Pretende voltar a viver no Brasil um dia? 

Agora não sei mais. É uma outra adaptação, porque aqui estou acostumado a andar na rua e não ter que me preocupar com ladrão! 

Morar num país de primeiro mundo tem mais vantagens ou desvantagens? 

Justamente… a periculosidade não é tão intensa. Lógico que tem ladrão em todo lugar, mas não como no Brasil, que se vacilar teu vizinho entra na sua casa! Existe a vantagem de ter um salário que é justo e poder ajudar a família! E a desvantagem, é a de estar longe dos entes queridos. 

Você é músico, ilustrador e designer gráfico. Já tinha essas funções no Brasil? 

Sim, era desenhista free lancer e cheguei a lançar o primeiro quadrinho altrúistico do Brasil, uma espécie de Zine que distribuía de graça, onde dava noções de altruísmo a população e conselhos de utilidade pública! O problema é que tentei com meu book entrar em agências de publicidade, mas todos me fecharam a porta, porque eu não tinha nível universitário …”ou porque meus desenhos eram muito feios”…rs! 

Qual seu estilo musical? 

Sou Metaleiro de carteirinha, uma escapada filosófica em meio a toda a baixaria pseudo sexual das músicas bahianas! Mas como nordestino valorizo a cultura poética e musical do sertão! “o repente, baião, forró, chachado…” 

Quem são suas influências na música? 

Como compositor escuto muita coisa, mas minha influência é baseada nos anos 80, os velhos filmes da Sessão da Tarde colegiais, sempre tinham um fundo sonoro de hard rock e isso me marcou muito, é dai que saiu toda minha influência, das bandas americanas como: Whitesnake, Bon Jovi, Europe e as nacionais como: Capital Inicial, Ratos de Porão e Sepultura. 

Que instrumento toca? 

Toco baixo, guitarra, bateria e estudo piano!

Onde costuma se apresentar? 

Toco em bares, onde tenho em Paris meu projeto solo que se chama UNPLUGGED, mas sempre viajo fazendo festivais de rock pela França, com meu grupo francês que se chama ABINAYA. 

Já gravou algum CD? 

Dois CDs com meu grupo francês de Metal, o Abinaya, com o titulo-”Corps” em 2011 e em 2013, gravei outro CD com o titulo “Beauté Payene” e agora estou lançando meu projeto solo com este curta metragem realizado na Itália. 

No mês de setembro você participou do festival de Cinema de Veneza, o maior encontro de jovens cineastas amadores do mundo todo reunidos em Veneza, inclusive foi um dos premiados? 

Foi uma experiência inusitada, onde houve mais de 80 participantes entre diretores, cadristas, cameraman. Nosso festival, finalizou sua etapa em Veneza em pleno festival de cinema, onde nos tínhamos um chalenge de realizar um curta metragem durante uma semana. Acabei rodando o curta metragem “Rockstar”, que tocou muita gente durante a amostra e que conquistou a apreciação do diretor do festival, me premiando em segundo lugar! O primeiro lugar ficou para um jovem italiano e o terceiro para uma ukraniana. 

Cinemadamare é um festival anual onde os vários grupos participantes percorrem o sul da Itália e as escolas das cidades servem de albergue para os participantes. Tem participação de algum cineasta profissional no festival? 

Sim, claro! Durante toda a viagem temos encontros com cineastas, diretores de escolas de cinema, atores e workshops!

Conte-nos sobre o trabalho que lhe rendeu esse prêmio. 

Durante minha saída, para buscar cenários onde rodar meu curta, fui filmado pela emissora nacional de televisão italiana “Pommerigio 5″. Foi dai que saiu a idéia de criar este personagem incógnito que a gente sempre diz “eu conheço este ator, mas não sei de que filme”! É a historia de uma estrela, que chega em um hotel onde esta hospedado George Clooney e um fotógrafo toma seu lugar por acidente! Chegando no hall do hotel, todos se convencem que ele é um Rockstar e passam a pedir-lhe autógrafos! 

Quem foram os participantes do filme? 

Durante a cena no hall do hotel, só existiam dois atores, o cameraman no papel do puxa- saco e a secretária do Rockstar, as outras pessoas eram transeuntes que acreditaram estar de verdade diante de uma estrela de Holywood! Na rodagem do curta tínhamos na equipe: Gianni Alvino: Bodyguard Stefano Petroni; Cameraman Luigi Dario: Rockstar 1 Alberto Vianello: Driver Luciana Palmisano : Assistant Margherita di Fato: Photographer Enzo Musmanno: Photographer Sofia Munoz; Photographer. 

Qual o custo da sua produção? 

350 euros. 

Esse filme foi dedicado a sua família? 

Dediquei a família porque estou consciente que eles acreditavam que um dia eu chegaria ao sucesso e eu creio que realizei o sonho deles com este filme… virei star por um dia. rsrs 

Você criou 5 curtas-metragens durante o Festival Cinemadamare? 

Exato! Criei 5 curtas e ganhei com dois; Rockstar e “Personal Jesus” que teve a ótima interpretação do cineasta e ator espanhol “Gonçalo Cotelo” no papel de Jesus. Far Nordeste, foi um curta metragem muito bem bolado em parceria com um grande cineasta e jornalista nordestino Dewis Caldas. Depois fiz “Os Setes Pecados Capitais” rodado numa cidade italiana chamada Maratea que tem o Cristo Redentor em miniatura. Por fim, o meu primeiro filme foi “The Way”, que tem a excelente fotografia de James Skerrit, grande videomaker irlândes! 

André, quais suas prioridades no momento? 

Prioridades atuais é desenvolver a Webseries “Rockstar “, que tinha começado em julho e que deve continuar ano que vem e gravar as composições de Rockstar e também rodar uns curtas metragens em Paris e em Roma. 

Algum projeto em estudo? 

Uma Animação que está em preparação, da criação de um Super Herói Brasileiro. O Renato Aragão já tinta feito o Supertrapalhão, então eu creio que a criançada irão gostar e se orgulhar de um Super Herói, que elas possam se identificar! Será um Super Herói, ligado com a flora e a fauna brasileira e nossos códigos sociais. 

Quer deixar alguma mensagem? 

Acredite no seu Sonho…ele pode virar realidade! Obrigado de montão e peço a todos para ajudarem a divulgar este vídeo e falarem do Brasil em todo Mundo! 

Contatos: 
Rockstar Site Oficial http://drawsmedia.wix.com/rockstar
André Santos Productions created five short films during Cinemadamare Festival. The Way -James Skerritt / D.O.P.Filmed in Muro Lucano The Way tells the story of a homeless man who finds something lifechanging in the trash. The Seven Capital Sins- Actors: James Skerritt and Geraldine Comte. Filmed in Maratea. A description of the seven capital sins during a journey to the mountains.Far Nordeste-Directeurs :André Santos and Dawis Caldas.A western style duel withouth guns.Personal Jesus-Main actors: Gianni Alvino and Gonzalo Cotelo . An interpretation of our inner voice reminding us we are not alone.Rockstar-André Santos and Stefano Petroni/ D.O.P.A parody of the celebrity life style, with real reactions of bypassers.

Rockstar Facebook  https://www.facebook.com/pages/Rockstar/171615946362705?ref=ts&fref=ts 
André Santos Fanpage FACEBOOK https://www.facebook.com/andre.santos.56232938 
André Santos Portfólio http://drawsmedia.wix.com/portfolio 
E-mail: drawsmedia@free.fr

Vídeos com André Santos





Cleo Oshiro,mineira mas viveu a maior parte da sua vida em São Paulo até se mudar para o Japão em 2002. Colunista Social do Portal Mie tem a coluna dedicada a divulgar o trabalho de artistas brasileiros que vivem em várias partes do mundo. Seu trabalho é divulgado em vários países no exterior onde existem comunidades brasileira.

0 comentários: