Entre Pontes [Erika Jane Ribeiro (Pók Ribeiro)]

Entre Pontes

Sejam imaginárias, erguidas no mais profundo galpão da alma humana; sejam visíveis, soerguidas na concretude de projetos arquitetônicos, as pontes estarão sempre na intercessão de mundos, díspares ou nem tanto. São as pontes que nos levam, além de nós, ou nos trazem para os velhos abrigos.
 
Quase sempre, sob pontes insignes, passeiam caudalosos rios que vão a irrigar poesia e progresso pelo chão que banham. E dessas, outras tantas vão se alicerçando, entre os seres que habitam seus vales.

Cá, no sertão acarinhado pelos braços do Velho Chico, uma ponte de concreto se agiganta imponente, unindo estados da federação [de graça]. É a ponte Presidente Dutra, que liga Juazeiro-Bahia e Petrolina-Pernambuco. Fora ela a testemunha do Ciúme cantado por Caetano Veloso, a guardiã dos segredos do Saldanha Marinha e dos sonhos de bossa de João Gilberto. Hoje, a velha ponte continua acompanhando a luta de Nossa Senhora da Rapadura, para manter as duas cidades intactas, em seu quartel na Ilha do Fogo, bem como vigia a estada dos militares em terras da santa.

Noutros cantos, das duas cidades, pontes se entrelaçam na força dos versos, dos sons e cheiros; no voo frutífero das almas; nas histórias de tantos filhos e agregados, trazidos por outras pontes e veredas. De uma delas, chegou ao Vale Sanfranciscano, ainda menino, o poeta Maviael Melo carregando as marcas da poesia e musicalidade intensas na sua família.

No próximo dia 09 de abril, o poeta compartilhará com o público ribeirinho os guardados dessa sua extraordinária bagagem musical e poética, no lançamento do seu novo CD “ Entre a Ponte dos Sonhos”, que acontecerá no Teatro Dona Amélia, SESC –Petrolina. Entre versos, vozes e melodias inigualáveis, remotas pontes se fortalecerão e outras novas serão alicerçadas na força da poesia.
 

Novamente, seguindo pontes, acontecerá nos dias 10, 11 e 12 de abril, no Centro de Cultura João Gilberto e Univasf – Juazeiro-Ba, a I Feira de Música e Letra de Juazeiro, também sob a organização de Maviael Melo e Lupeu Lacerda. E a ponte Presidente Dutra estará, mais uma vez, unindo as marcas culturais das duas cidades.

Entre a Ponte dos Sonhos transitamos livres do isolamento, da fragmentação e do cárcere das ideias imutáveis. Entre pontes, (re)fazemos o nosso trilhar pleno! 
 
 
 
Erika Jane Ribeiro (Pók Ribeiro). Poeta, cronista, professora de Língua Portuguesa, oficineira, articuladora textual com adolescentes e blogueira. Natural da cidade de Uauá – Bahia, terra iluminada pelos vagalumes e com forte veia cultural, foi acolhida pelo Rio São Francisco desde os idos de 2000 quando iniciou o curso de Licenciatura em Letras pela UPE/FFPP em Petrolina - PE. Já em 2010, concluiu o curso de Direito pela UNEB em Juazeiro – BA e, em 2012, especializou-se em Direito Penal e Processo Penal. Amante da literatura desde sempre, começou a escrever poemas por volta dos 12 anos. Em 2007 lançou, numa produção independente, o livro de poemas “Noites e Vagalumes”. Atualmente, além de poemas, escreve crônicas, memórias literárias e arrisca-se em composições musicais, em parceria com amigos músicos. Página na internet: Vagalumes, poesia e vida

5 comentários:

Antônia disse...

Muito bom!

Antônia disse...

Muito bom!

Anônimo disse...

Minha poeta preferida! Belas palavras! Parabéns! Show de bola sempre! Sucessos!

Anônimo disse...

Minha poeta preferida! Belas palavras! Parabéns! Show de bola sempre! Sucessos! Luis Sena Lulinha!!!

sdgtfdcx disse...

Amiga... que orgulho que tenho de você. Parabéns. Adorei. Bjs