Halloween assombrado: conheça os 10 fantasmas reais mais famosos do mundo [Leonardo Rocha]

Halloween assombrado: conheça os 10 fantasmas reais mais famosos do mundo



Não há ocasião melhor do que o mundialmente famoso Halloween – ou dia do Saci Pererê, para os mais nacionalistas – para contar boas histórias sobre aterrorizantes seres sobrenaturais. Durante as tenebrosas noites e em meio às luzes piscantes e enfeites da ocasião, é muito mais fácil imaginar mais sombras e vultos medonhos circulando por aí do que deveria haver normalmente.

No entanto, se a aura da ocasião não é o bastante para deixar você olhando por cima dos ombros, então esta é a hora certa para curtir os mais macabros relatos sobre aparições de fantasmas na vida real. Listamos a seguir as 10 assombrações vistas mais vezes e pelo maior número de pessoas confiáveis em determinados locais ao longo dos anos. Mesmo que você não acredite no sobrenatural, elas certamente são de botar sua imaginação para funcionar.

10 – Kate Morgan (Hotel del Coronado, Califórnia – EUA)

Um belíssimo estabelecimento vitoriano de frente para o mar, o Hotel del Coronado fica localizado em uma cidade homônima no extremo sul do estado norte-americano da Califórnia. O resort estava aberto há apenas quatro anos quando uma bela e jovem mulher chamada Kate Morgan se hospedou lá, em 24 de novembro de 1892.

Durante sua estadia, ela demonstrou sinais de uma grave doença, levando a especulações posteriores de que a moça teria ingerido uma grande dose de quinina na tentativa de induzir o aborto de uma gravidez indesejada. O fato de ela estar visivelmente transtornada fez com que poucos se surpreendessem quando seu corpo foi encontrado na escadaria que ia para a praia no dia 29 de novembro.

Com a marca de um tiro na têmpora e uma arma ao seu lado, a morte de Kate foi rapidamente julgada como um suicídio e o caso foi encerrado. A partir de então, no entanto, uma série de fenômenos estranhos foram reportados no hotel, desde ruídos incomuns e luzes piscando sem explicação até visões ocasionais de uma mulher fantasmagórica com roupas vitorianas andando pelos corredores.

9 – Aparições do Stanley Hotel (Colorado – EUA)

Caso você se hospedasse em qualquer um dos quartos do Stanley Hotel e ligasse sua televisão no canal 42, poderia curtir uma boa sessão do clássico filme O Iluminado a qualquer hora de qualquer dia de qualquer ano. Isso, é claro, não tem nada de sobrenatural, já que se trata de uma homenagem ao papel do estabelecimento como inspiração para o livro original de Stephen King.


Segundo os relatos de vários funcionários, sons de uma grande festa muitas vezes podem ser ouvidos no salão de eventos ainda que nada esteja acontecendo lá e o barulho de crianças brincando nos corredores pode ser ouvido mesmo quando não há nenhuma hospedada no hotel. Clientes do local também já reportaram terem visto figuras fantasmagóricas nos seus quartos durante a noite, simplesmente paradas por lá, observando.

O quarto andar é a parte do hotel com o maior número de ocorrências e é também onde se encontra seu “hóspede” mais famoso: o fantasma de Lord Dunraven, o dono anterior da propriedade onde o estabelecimento foi construído. O vulto do homem costuma ser visto de pé sobre a cama e olhando pela janela do quarto 407 e ele é amplamente acusado de ser culpado pelo desaparecimento de joias e itens de valor ao longo dos anos.

8 – A Dama de Marrom (Raynham Hall, Norfolk – Inglaterra)

O estabelecimento inglês foi o cenário de uma das mais famosas fotos de fantasma já capturadas: a da Dama de Marrom, que é chamada assim por costumar aparecer vestindo um rico vestido dessa cor. Acredita-se que sua identidade seja Lady Dorothy Walpole, irmã do nobre Sir Robert Walpole e casada em 1713 com Charles, o segundo Visconde de Townshend. 


A mulher faleceu sob condições misteriosas no ano de 1726 e suas aparições como fantasma começaram pouco tempo depois. Embora os relatos de visões tenham diminuído consideravelmente desde quando a foto foi tirada, em 1936, antes disso ela havia sido reportada por algumas fontes de grande reputação no país.

Um dos relatos mais famosos é o do major Loftus, que estava hospedado no Raynham Hall em 1849 e, ao voltar para seu quarto em uma noite junto a um amigo chamado Hawkins, viu a mulher com o famoso vestido desaparecer assim que se aproximou dela. Determinado a confrontá-la, ele voltou ao mesmo lugar na noite seguinte e a viu novamente, mas se chocou ao reparar que no lugar onde seus olhos deveriam estar havia apenas dois buracos negros. 

7 – As famílias do Clifton Hall (Nottinghamshire – Inglaterra) 

Caso você possua míseros £ 2,75 milhões (equivalentes a aproximados R$ 6,72 milhões) sobrando sem destino, poderá se tornar o orgulhoso proprietário do Clifton Hall. A construção aparece em registros datados desde o século XI e pertenceu à família que lhe dá nome do século XIII até o ano de 1958, quando foi transformada em uma escola, que por sua vez deu lugar a outra instituição de ensino e a um conjunto planejado de apartamentos de luxo até que finalmente se tornou a residência privada do senhor Anwar Rashid e sua família. 


Entre os destaques da construção estão seus 17 quartos, 10 banheiros, 10 salas de recepção, uma academia privativa e um cinema – além de seus adoráveis fantasmas, é claro. A família Rashid passou por fenômenos desconcertantes desde sua primeira noite no local, quando ouviram o som de batidas e a voz de um homem, que dizia “olá, tem alguém aí?”.

Um incidente particularmente medonho ocorreu quando a esposa de Anwar, Nabila, desceu ao térreo às 5 horas da manhã para preparar leite para seu filho de 18 meses de idade e viu sua filha mais nova sentada em frente à televisão. Ao chamá-la e não obter resposta, a mulher voltou ao quarto da garota e a viu dormindo tranquilamente em sua cama.

Os Rashid fugiram da residência após resistir às assombrações durante oito longos meses. Embora os relatos deles sejam os mais recentes e fáceis de encontrar pela internet, já existem boatos e visões na propriedade desde tempos remotos, incluindo o som de choro de bebês e o vulto de uma mulher visto pela janela de um quarto cuja porta foi selada com tijolos.

6 – A Mulher de Branco (Balete Drive, Quezon City – Filipinas)

As mulheres de branco são o tipo de fantasma com a maior quantidade de relatos espalhados por diferentes locais do mundo e, nesta história, elas se juntam a uma longa lista de espíritos das Filipinas. Embora haja ao menos dois relatos de que a história é uma farsa, a maioria das pessoas de lá parece acreditar piamente que as assombrações são reais.


Segundo quem afirma que os relatos são reais, uma mulher com um vestido branco e longos cabelos negros já foi vista diversas vezes parada no meio da rua Balete Drive, com seu rosto completamente sem traços ou totalmente obscurecido por sangue.

Quem estiver na região deve evitar passar por lá à noite e, caso isso não possa ser evitado, deve se certificar de encher o banco traseiro de passageiros. De acordo com os relatos, a mulher de branco costuma pegar carona no bancos vazios, sendo vista pelos motoristas no espelho retrovisor após sentirem o que definem como “uma sensação ameaçadora”.

5 – Chloe e a plantação de murta (St. Francisville, Louisiana – EUA)

Segundo a lenda, Chloe era uma escrava em uma casa responsável pela plantação de murta e tinha o mau hábito de bisbilhotar a história dos residentes ao ouvir conversas por meio de fechaduras. Pega em flagrante pelo mestre do local, ela teve sua orelha cortada como punição e foi forçada a usar um cachecol verde para cobrir o ferimento.

Como vingança, ela resolveu fazer um bolo usando folhas de oleandro, uma planta extremamente venenosa comum na região, e dá-lo para que o mestre comesse. As vítimas do envenenamento, no entanto, foram a esposa e a filha do homem, que acabaram morrendo em meio a grande agonia. Chloe fugiu, mas acabou sendo linchada pelos escravos do campo por causa da grande má fama que suas ações trariam a todos eles.


Felizmente ou não, a única evidência histórica do ocorrido – e da assombração decorrente – é a questionável foto acima. Ainda que ela possa não ser real, há vários relatos de fantasmas no local, incluindo uma garotinha que recita voodoo contra pessoas que ousam dormir no seu quarto. O lugar hoje abriga uma estalagem que oferece passeios regulares para quem quer ver a casa mas tem medo de explorá-la sem companhia no escuro. 

4 – A Mary de Ressurection (Justice, Illinois – EUA)

Homens jovens que estiverem viajando no sentido nordeste da estrada Archer Lane, que passa entre o salão Willowbrook e o cemitério Ressurection, podem acabar tentados a ajudar uma moça que pede carona no acostamento. Com seus cabelos loiros claros, olhos azuis e vestindo um vestido de festa branco, os relatos indicam que a sedutora mulher está morta desde a década de 1930.

Caso você caia na tentação de deixá-la subir, ela pedirá que você pare em frente aos portões do cemitério e simplesmente desaparecerá de dentro do carro. Um óbvio exemplo da clássica história do passageiro-fantasma, a história de Mary se distingue por conta da consistência dos relatos, com a garota tendo sempre a mesma aparência e vestido e sumindo no mesmo lugar tanto para quem mora na região quanto para os que nunca estiveram lá antes. 


Uma ocorrência de 1973 fala de um motorista de táxi que foi ao estabelecimento do outro lado da rua do cemitério para perguntar sobre uma garota que havia fugido de seu carro sem ter pagado a conta. Como seria de se esperar, a descrição do homem – que supostamente nunca tinha ouvido falar da lenda – era exatamente a da fantasmagórica Mary.

3 – O Holandês Voador (Cabo da Boa Esperança – África do Sul)

Nos idos de 1641, o capitão Hendrik van der Decken fez o juramento de que conseguiria circundar o Cabo da boa Esperança mesmo que levasse até o fim dos tempos para isso – e, ao que parece, ele pretende cumprir essa promessa. O navio dele, conhecido como O Holandês Voador, já foi visto diversas vezes na área, aparecendo na forma de uma embarcação fantasmagórica.

As testemunhas costumam relatar que o navio parecia estar tão perto de suas embarcações que dava a impressão de que ambas se chocariam em instantes, até que o grande barco subitamente desaparecia sem deixar rastros. Desde a antiguidade, ter uma visão da embarcação assombrada é tido como um mau presságio. Conta-se que o então futuro rei da Inglaterra, George V, registrou em 1881 um relato da aparição.


“Às 4 horas da manhã, o Holandês Voador cruzou nossa proa. Vimos uma estranha luz vermelha, como a de um navio fantasma todo aceso, em meio à qual apareceram os mastros, estruturas e velas de um brigue fortemente realçado a 200 jardas de distância enquanto vinha a bombordo”, escreveu. Mais tarde naquela manhã, o marinheiro que vislumbrou primeiro o navio acabou caindo de seu posto e morreu. 

2 – Abraham Lincoln (Casa Branca, Washington – EUA)

Reza a lenda que o famoso presidente norte-americano teve uma visão do seu destino antes de ser assassinado. Segundo os membros de seu gabinete, pouco antes de sua morte ele contou que tivera um sonho em que participava de um funeral na Casa Branca e, ao perguntar sobre quem tinha falecido, um homem respondeu: “O presidente. Ele foi morto por um assassino”.


O fantasma de Lincoln foi visto por muitos visitantes e residentes da Casa Branca, entre os quais estão nomes famosos como a primeira dama estadunidense Grace Coolidge, a rainha Wilhelmina da Holanda e até mesmo o primeiro-ministro britânico Winston Churchill. Esse último, aliás, possui até mesmo um relato memorável a respeito do ocorrido.

Segundo o político, ele havia acabado de sair do banho e estava caminhando nu para o seu quarto quando viu Lincoln de pé, próximo à lareira. Ele então afirma ter dito “boa noite, senhor presidente. Parece que você me encontrou em um momento de desvantagem”, frase que o fantasma respondeu com um suave sorriso antes de desaparecer.

1 – Ana Bolena (Londres – Inglaterra)

A segunda esposa de Henry VIII e mãe da então futura rainha Elizabeth I Ana Bolena passou 3 anos na posição de rainha consorte antes que o rei se cansasse dela. Ela acabou, então, acusada de adultério, incesto e bruxaria – acusações que muitos historiadores creem falsas – e foi executada no dia 19 de maio de 1536.

Segundo relato, o executor teve pena e tentou diminuir a tensão de sua vítima dizendo em voz alta a pergunta “onde está minha espada?” imediatamente antes de desferir o golpe que matou a rainha. Desde então, o fantasma da mulher foi visto em vários locais famosos do reino, incluindo o castelo Hever, o Blickling Hall, a igreja Salle e até mesmo a ilustre Torre de Londres.

Embora ela tenha sido vista várias vezes da mesma forma como era quando viva – uma bela mulher em um vestido igualmente bonito –, outros relatos foram bem mais perturbadores. Pessoas com menos sorte dizem tê-la encontrado da forma como morreu, completamente decepada – e muitas vezes carregando a cabeça nos braços. A imagem se tornou tão icônica que foi parodiada em muitos filmes, mas certamente não seria agradável de ver no escuro.


E aí, está um pouco mais no clima para as festas de Halloween? Conhece histórias igualmente marcantes de fantasmas nacionais? Deixe sua contribuição nos comentários.

Fonte(s) Listverse

Imagens

Wikipedia [1][2] 
The Spirit Society
Celluloid Wicker Man 
Secrets Within the Fog
The Myrtles Plantation 
DeviantArt/HAL-2oo6
The Garden of Eaden 
Flickr/mfaubel
Queen Anne Boleyn

0 comentários: