10 livros para devorar [Ailin Aleixo]

10 livros para devorar

Seleção elaborada pela jornalista Ailin Aleixo, autora do blog Gastrolândia

Texto Ailin Aleixo

Comer é, inegavelmente, uma das melhores coisas na nossa existência sobre este planeta. Eu acho comida algo tão sensacional que resolvi tê-la como profissão e me tornei - depois de 14 anos escrevendo sobre o assunto - crítica gastronômica. Minha vida é servida e, algumas vezes, preparada por mim.

E quando algo é delicioso, beira o impossível ser consumido com parcimônia. O primeiro ímpeto é devorar, saciar-nos, nos lambuzar e reter a memória daquele prazer. É assim com um macarrão a bolonhesa bem feito, com uma travessa de saga de vinho geladinho e com estas obras: todas me transportam para aquele lugar no qual o deleite é rei. Eu as como com os olhos e, ao terminarem, deixam seu agradável rastro na mente. Pra sempre.

1. Subliminar

Autor: Leonard Mlodinow
Editora: Zahar

Você acha que controla o que pensa, fala e como como age? Que sabe as razões de seus humores e preferências? Engano. Este livro-tratado aborda, com visão científica e prosa descomplicada, como somos guiados pelo inconsciente em todo e qualquer segundo de nossas vidas.






2. Cerveja e Filosofia


Organizador: Steven D. Hales
Editora: Tinta Negra

Como a cerveja permeou a história de civilização? De muitas e intensas maneiras. É isso que mostra os textos de especialistas no tema, sociólogos e historiadores. Divertido, interessante, leve - e vai lindamente bem com uma cerveja gelada.





3. Travessuras de Menina Má

Autor: Mario Vargas Llosa
Editora: Alfaguara

Sexy e peturbador, esta obra trata, acima de tudo, sobre a dificuldade de fugir das obsessões/paixões mesmo quando essas nos ferem de maneira cruel. Quase mortal.








4. O Amor Acaba

Autor: Paulo Mendes Campos
Editora: Companhia das Letras

Compilação de contos de um dos mais sensíveis autores brasileiros. Algumas pérolas que vivem grifadas e em cima do meu criado-mudo: "O que farei deste amor que me esvazia e vai removendo a cor e o sentido das coisas como um ácido?; "Uma honesta sensualidade de olho acedo para a mulher bonita e boca aberta para os quindins".





5. Como Proust Pode Mudar Sua Vida


Autor: Alain de Botton
Editora: Intrínseca

Hermético, complicado, instransponível? Não, Proust pode ser fácil e iluminador se você souber quais lições tirar do autor de Em Busca do Tempo Perdido. Neste obra, o fascinante pensador/escritor Alain de Boton brinca com os livros de autoajuda de maneira inteligente e bem divertida.





6. A Invenção da Solidão

Autor: Paul Auster
Editora: Companhia das Letras

Relações entre pais e filhos, distanciamento, estranheza, rancores, arrependimentos. Paul Auster trata do tema com singular profundidade e extrema beleza. Doído e lindo.







7. Estrela da Vida Inteira

Autor: Manuel Bandeira
Editora: Global

Toda a obra em versos de um maiores poetas que este país já teve. É belo vê-lo viajar pela linguagem refinada, misturada a toques negros da depressão causada pela tuberculose que o acompanhou durante toda a vida, passar pelo revigorante modernismo e terminar com bom humor resignado. Leia o meu preferido, "A Mario de Andrade Ausente".



8. Beijo

Autor: Roald Dahl
Editora: Barracuda

Onze histórias de um dos meus escritores favoritos. Recheadas de elegância, mistério e um certo desconforto, exploram a faceta soturna, ardilosa e sinistra da natureza humana. Um deleite.






9. Amar, Trair - Quase uma Apologia da Traição

Autor: Aldo Carotenuto
Editora: Paulus

O autor, um dos maiores estudiosos de Carl Jung, aborda genialmente a pergunta que atormenta muitos de nós: podemos amar sem nos trair nem trair o outro? "A traição é uma revolta: toda revolução se inscreve na órbita da traição". Um tapa na cara do amor romântico, fonte da maioria de nossos problemas em relacionamentos amorosos.





10. O Conto da Ilha Desconhecida

Autor: José Saramago
Editora: Companhia das Letras

62 páginas da genialidade de Saramago, concentradas. Onde está nossa felicidade, nossa individualidade? Longe, inalcançável, lá naquela ilha desconhecida? Só o inalcançável nos fará completos?







Fonte:

0 comentários: