IGUAL A VOCÊ [Domênico Massareto]

IGUAL A VOCÊ

por  Domênico Massareto 

Imagine que você acordou e todo mundo no mundo todo é igual a você. Não fisicamente. Amanheceu e todo mundo no mundo acordou pensando igual a você e concordando com você. Concordando que sua cor preferida é a mais bonita. Concordando que seu sorvete predileto é o mais gostoso. Concordando que o seu Deus é o mais justo e poderoso do universo.

É o dia em que todo mundo no mundo faz o que você julga necessário, ajuda quem você julga precisar e pune quem você julga merecer. É o dia em que você não precisa fazer força para mobilizar todo mundo no mundo. É o dia em que quem você ama reconhece o tamanho do seu sentimento. É o dia em que o mundo se torna um lugar melhor pra todo mundo no mundo e a noite em que todo mundo no mundo dorme feliz. Todo mundo no mundo menos um homem que não conseguiu dormir direito. Insônia ou algo assim.

Na manhã seguinte, diante do dilema entre tentar descansar um pouco mais ou sair da cama para fazer o que você julga necessário, o homem que não dormiu escolhe dirigir até o trabalho. Antes de chegar ao destino, entretanto, o homem que não dormiu cochila ao volante e ao invadir a calçada mata um menino que brincava na frente de casa. A mãe do menino sabe que precisa seguir em frente e fazer o que você julga necessário, mas está imobilizada pelo choque da notícia da perda do filho. O pai do menino sabe que o seu Deus é o mais justo e poderoso do universo, mas diante da dor infinita da tragédia resolve renunciá-lo – afinal o seu Deus não é maior que sua dor. E o homem que não dormiu, mesmo concordando com você que a vida é uma oportunidade que não se pode desperdiçar, escolhe tirar a própria.

E essas não são as únicas pessoas do mundo que, diante de impasses e dores, e mesmo concordando e pensando igual você, que sua cor preferida é a mais bonita, que seu sorvete predileto é o mais gostoso e que o seu Deus é o mais justo e poderoso do universo, optam por não fazer nesse dia o que você julgava necessário. É um dia diferente. Um dia triste se comparado ao anterior.

Mas um dia em que, embora não pareça, todo mundo no mundo continua igual a você.

0 comentários: