Luiz Renato de Souza Pinto [Professor, Poeta, Ator e Escritor Brasileiro]

Luiz Renato de Souza Pinto é professor de Língua Portuguesa do Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT), desde 2011 e também dos cursos de EAD em Letras pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), desde 2013. Publicou Cardápio Poético (1993) e Matrinchã do Teles Pires (1998).

Atuou no meio artístico desde 1982. Trabalhou no grupo Pé-de-Moleque com Maurício Leite. Foi também animador cultural no Rio de Janeiro, fez dupla de palhaços e montou dois monólogos com poemas de vários autores. 
Poeta e ator, integrou o bando CAXIMIR na década de 1980 e 2000, participando do primeiro CD do grupo. Graduado em Letras (2001) e Mestre em História (2006), ambos pela UFMT e Doutor em Literaturas em Língua Portuguesa pela UNESP – Campus de São José do Rio Preto (2012), trabalha com formação de leitores.

Como pesquisador atua nos campos do romance histórico (Ana Miranda), Mato Grosso – poesia e prosa (José de Mesquista e Antônio Sodré de Souza Neto), bem como as relações complexas entre o texto literário e o contexto histórico nacional.

Livros: 

Cardápio Poético

 


Autor: Luiz Renato
Editora: Própria
Estante: Literatura Brasileira
Ano: 1993
Encardenação: Brochura
Data de cadastro: 17/10/2012 19:33





Matrinchã do Teles Pires
Misturando ficção e realidade, esse trabalho conta um pouco da migração sulista para o interior do Estado de Mato Grosso através da história de dois personagens que se conhecem na fictícia cidade do nortão que lhe dá nome.
O livro, apesar de não ter recebido o apoio esperado, lembra o professor, virou alvo de estudos acadêmicos. Renato destaca que já saíram três trabalhos de pós-graduação sobre o livro. "São mais de dez monografias de especialização na UNEMAT de Tangará da Serra e uma dissertação de mestrado na Unesp, em São José do Rio Preto (SP), da Professora Luzia Oliva dos Santos, da UNEMAT de Sinop."



Flor do Ingá

“Flor do Ingá”, a história será contada através da perspectiva de dois personagens secundários que habitavam as páginas de “Matrinchã”: o casal Pedro e Irene.

“Pedro e Irene se conheceram em Londrina, Paraná, no campus da Universidade Estadual, onde cursaram suas faculdades. Ele, história; ela, direito. Casaram-se e foram para o Matrinchã do Teles Pires, norte do Mato Grosso. Ela passou a advogar para latifundiários enquanto ele trabalhava com alfabetização de colonos. Mas isso faz muito tempo. Hoje, ela mora em Sinop-MT, cidade na qual ele espera vê-la e quem sabe compreender melhor tudo o que aconteceu ao longo deste tempo”, revela a orelha do livro.


Como o primeiro livro foi baseado em suas primeiras andanças, “Flor do Ingá” também mescla a realidade do que foi vivido para dar vida aos personagens. Luiz Renato enveredou por sua própria busca por “encontros” em sites pela internet, e conheceu diversas mulheres pelo Brasil.

“Chegava nos encontros e contava para elas que eu era escritor e estava fazendo uma pesquisa sobre como funciona esta busca de encontros e pessoas pela internet para poder trazer isto para o personagem, o Pedro”, explicou Luiz.

Foram tantas desventuras para se chegar até “Flor do Ingá”, que Luiz considera que com este livro alcançou a maturidade na escrita. A expectativa com o livro é a formação de público, e ele pretende lançá-lo, por exemplo, na cidade de Bom Jardim de Goiás, que não possui biblioteca e nem livraria.

“Depois faremos um lançamento em Chapada dos Guimarães e outro na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). O livro está na gráfica e deve chegar até o fim do mês, então a expectativa é que o lançamento seja em abril”, contou.

Sobre o terceiro livro, Luiz Renato ressalta que já pensa no título “O poeta de bicicleta” que é de um poema do amigo e parceiro, o saudoso Antônio Sodré. Mas, explica que não tem pressa, e a expectativa é que o livro que encerra a trilogia só começará a ser escrito daqui a cinco anos.



Poema sem nome 

não tenha medo de amar
de remar contra a maré
pois amar é
o bicho:
se ficar ele te come
se correr ele te pega!

AMAR: 
Verbo que pede objeto
ERETO



MESMAS CARAS 
MÊS MÁSCARAS
MÁS        CARAS



Árduo negócio: 
Os grão dos óleo 

O que é do boi 
Homem não lambe 


Fonte: 
http://www.midianews.com.br/
www.gazetadigital.com.br/ 
http://www.tyrannusmelancholicus.com.br

Luiz Renato de Souza Pinto
Todos os direitos autorais reservados ao autor.

0 comentários: