Quem somos

"Ese blog no posee fronteras de razas, credos, Lenguas, género o posición social. ES dedicado la publicación de poetas, escritores, pintores, escultores...artistas en general, profesionales o amadores, esparcidos por el mundo todo y que de alguna forma mantuve contacto y en los tormamos amigos, aún distante, aún sin nunca tener en los encontrado, aún hablando idiomas diferentes pero entendiéndose a través del lenguaje universal de la poesía que cada uno carga. "



A VOSOTROS TODOS MI CARINHO!

***


Algumas perguntas sobre o blog Revista Biografia, recebidas via e-mail e, aqui, respondidas para todos.

(as perguntas n.º 03e n.º 04 foram elaboradas pela poeta mineira Clevane Pessoa)


1- O que é o blog Revista Biografia, como surgiu e quais os objetivos?

O Revista Biografia é um blog de divulgação literária e dos elementos que desenvolvem e promovem a Literatura. No entanto não significa, necessariamente, que se restrinja apenas a arte literária. O leitor poderá encontrar aqui, além de escritores, poetas, prosadores, contistas... também: pintores, músicos, estetas, etc. Está aberto para a divulgação da arte em geral.

Nasceu de maneira despretensiosa, sem nenhum intuito comercial ou de promoção pessoal, era um espaço onde eu publicava os textos que me eram enviados por amigos e, devido ao caráter do meu blog particular, os textos não podiam ser publicados naquele espaço. Surgiu, primeiro, então com o título de: “Amigos do poeta daufen bach.” Um espaço destinado apenas para a publicação dos autores que eu mantenho contato. Devido ao grande número de textos recebidos e da qualidade desses textos, o blog, apesar de manter o mesmo endereço eletrônico, foi elevado ao status de Revista passou a ser encarado de forma diferente e vários fatores passaram a ser pensados e questionados.


2- Quais são esses fatores, essas questões de relevância que passaram a ser pensados e questionados?

Antes de responder essa questão permito-me uma premissa: Quando se pensa em literatura, em produção literária e artística, sobre aquilo que possui ou não valor literário e artístico, a discussão é ampla e mais complexa do que se imagina pois, além das normas consideradas cultas, dos estudos sociológicos  da Língua...além escolas de Arte, existem as tendências e os estilos indivíduais...  o produzir algo novo que permite essa constante renovação artística e cultural. Baseado nessa premissa o Biografia não discute o valor literário, ele apresenta o autor, não faz essa distinção e deixa a cargo do leitor essa avaliação. O tempo, que para mimé o patrono maior de todos os escritores e artistas, cuidará para deixar vivo na memória aqueles que contribuiram de forma significativa para a sobrevivencia da arte.

Com relação aos fatores, as questões de relevância, O primeiro deles está relacionado com a preservação da memória. Existem excelentes autores ainda anônimos e, muitos daqueles já vinculados, visitados e comentados nos meios virtuais, não possuem uma referência para que se possa saber um pouco mais sobre eles, uma fonte de pesquisa onde possam ser encontrados, pois, as suas poesias, as suas produções artísticas estãodistribuídas de forma esparsa pela internet. Com essa velocidade relâmpago que os meios virtuais propiciam, muitas vezes, esse autor é trazido a tona e afundado no mesmo movimento, deixando-o esquecido. O Biografia, mesmo minimamente, preserva sua identidade.

O segundo fator é o poder da literatura virtual, tão em voga ultimamente. Creio sinceramente que os livros nunca perderão o espaço, nada substitui um livro nas mãos. Quando surgiram os primeiros gibis, os pais tinham medo que os filhos deixassem os livros de lado, depois surgiram às revistas e a mesma preocupação veio a tona, mas ainda sim, os livros continuaram a existir e, creio, sempre existirão como uma das formas mais gostosas de ler. Mas o avanço dos meios de comunicação, essa enxurrada de coisas que surge todo dia e, na grande maioria das vezes, supérfluas, rouba o tempo e a atenção, fazendo com que o hábito de abrir um livro fique esquecido. Quando não, os autores lidos são aqueles velhos conhecidos das aulas de literatura do ensino médio e dos cursinhos pré vestibular. É preciso um espaço onde se encontre os autores, os novos autores dividindo “a sala” com os nomes já consagrados. Não que não existam esses espaços, mas o interesse comercial e midiático se volta sempre para o autor que já está em curso, já publicado, os “iniciantes” não encontram lugar onde se mostrar, a não ser nas suas páginas sociais, nos seus blogs, orkuts, sempre num trabalho árduo e solitário que não os integra a um grupo maior. O Biografia, numa pretensão que pode, talvez, ser considerada exagerada, devido ao grande número de autores, quer reuni-los num ambiente conjunto.

O terceiro fator esta relacionado aos parágrafos anteriores dessa mesma questão. Para preservar a memória, dar espaços a esses autores novos, muitas vezes é preciso descobri-los, garimpá-los e promover a interação com outros escritores, estimulando-o a publicar. No Biografia há autores que escrevem como abstração apenas, uma catarse e, há outros que são renomados e vivem de escrever, fazem da literatura, principalmente da poesia, uma das formas de sobrevivência, autores com 20, 30 livros publicados. Estão aqui, dividindo o mesmo espaço,  reitores de universidades, donas de casa, médicos, advogados, pedreiros, mineiros, professores... etc., todos irmanados, de certa forma, pela literatura e pela arte em geral.

Um quarto fator e, é o que faz o Biografia ser uma revista internacional é o de alargar fronteiras. Autor é autor aqui, é autor no sul da Argentina ou no norte da Dinamarca, não importa a localização geográfica, todos possuem a mesma forma de sentir ou pensar a arte. Com o trabalho de divulgação que é feito, descobre-se o que está sendo construído em termos de arte, mais especificamente em literatura, daquilo que possa ser considerado novo. É tentar descobrir, espelhar, pelo menos numa escala mínima, o que se lê e escreve hoje e que tipo influência sofre. Essa aldeia global onde o trabalho comercial das alfândegas aumentou, precisa-se também aumentar o intercâmbio cultural.

Um quinto fator e de cunho mais filosófico é o de ressaltar a arte. Desde que os gregos apresentaram a arte como obra divina; depois com o representação da natureza; com as questões de Platão; com o nascimento da estética com Gottlieb... as inúmeras manifestações artísticas foram sendo influenciadas. Da explosão do Renascimento aos dias de hoje, muita coisa vem sendo mudada, reescrita e reinventada. Novos olhares e interpretações surgem a todo momento. O que vemos é uma tsunami de produções artísticas, alguns afirmam ser o apogeu da expressão e que nunca a arte foi tão intensamente interpretada, outros, como Levfbere, assiná-la que hoje estamos vivendo alguma coisa parecida com arte mas não a arte como conceito primeiro... O Biografia serve-se dessas questões para apreender e entender a arte nos dias de hoje e, registrar, principalmente na literatura, esse movimento vivido mas pouco entendido.

Enfim, há várias fatores que podem ser enumerados mas o que se pode dizer resumidamente é que o Biografia pretende descobrir e divulgar o autor de hoje, dizer quem ele é, o que faz, o que vive e onde vive, que influências sofre... para que se possa ter no futuro, mesmo que minimamente, uma noção, um registro daquilo que se produz culturalmente nos dias de hoje e, que se possa identificar se é a continuação daquilo que vem sendo produzido ou se há uma nova tendência surgindo... mas isso fica para os doutores no assunto...rs.


3-Pretende ampliar fronteiras? Que países já tem poetas e prosadores, artistas, em seu espaço?

O Biografia é um projeto amplo, apresentado via on -line que, pretende, junto a instituições ligadas a cultura, ser impresso e distribuído junto a universidades, escolas públicas e órgãos públicos ligados a educação e cultura, tanto a nível nacional quanto internacional. As ferramentas para que isso aconteça estão sendo estudadas, por enquanto sobrevive como um projeto simples, com poucas ferramentas mas sempre em construção... "um fazer" solidário pela arte.

Os autores publicados são em grande maioria latino americanos. Há, também, publicados vários autores espanhóis, franceses, italianos... há autores do Irã, da Macedônia, da Síria, da Alemanha, Bósnia, Albânia, dos Estados Unidos, da Dinamarca, Romênia, Índia, Rep. dos Camarões... Finlândia, enfim de uma infinidade de países. Acredito que não há mais publicações devido a barreira da língua, não sou um poliglota, utilizo-me de tradutores on line e corro sempre o risco, devido as traduções não serem exatas, de não ser bem interpretado...rs.

Uma observação importante é que, vários desses autores publicados, principalmente os latino americanos, embora estejam lá postados e relacionado seu país de origem, residem em países da Europa, Ásia, Oceania...etc.


4-Qual tem sido o feed back? Sente que as pessoas gostam mais por vaidade ou pela sensação de pertencimento a um todo maior?

A elaboração do Biografia é um trabalho voluntário, solitário que não tem vínculo comercial nenhum, não recebo subsídios para fazê-lo. É feito nas minhas horas vagas, depois do trabalho, nas madrugadas e, todos os autores e conteúdos lá postados são recebidos via e-mail, nada é colhido na internet e, também nada é publicado sem a permissão do autor, então, acontece esse feed back de maneira natural, na grande maioria por e-mail, peco pelo fato de não conseguir responder os e-mails imediatamente quando os recebo, mas procuro, na medida do possível, responder a todos, sofro um pouco quando vem em outra língua, tenho que traduzir para ler e, depois, escrever e traduzir para enviar... isso rouba um pouco de tempo, mas faço.

Admito que alguns autores parecem não se importarem. Não vou citar nomes, mas teve um que, embora recebendo os e-mails de divulgação desde o primeiro momento, sempre me mandava a sua Biografia a foto e os mesmos textos para serem publicados, mesmo eu respondendo sempre que ele já havia sido publicado... o que me leva a crer que ele não chegou a visitar os links da sua publicação que enviei. Outro, um autor renomado da Academia Francesa de Literatura, que não está aqui publicado no Biografia, me disse certa vez que não reconhecia aqueles autores como uma relação de grandes autores pois, ele não estava presente na lista, o que me leva a crer, também, que nunca leu nenhum de meus inúmeros e-mails convidando-o e solicitando material ... se não está publicado é porque não enviou. Ainda há outro que disse que não enviaria porque o povo brasileiro gosta muito de se auto promover,  falar de si e, ninguém quer ouvir isso... rs, acho que ele não entendeu o caráter do Biografia. Ressalto que são situações muito específicas e respondo educadamente. Acabo me divertindo com isso.

Mas a grande maioria está presente sempre, agradecem as publicações, divulgam o blog, há essa reciprocidade. Não saberia dizer se fazem isso por vaidade ou por saber-se pertencido há um projeto maior, mesmo porque, por falha minha, não havia explicitado os objetivos do Biografia até pouco tempo, mas sempre agradecem as publicações como uma forma de carinho.

Uma das coisas importantes que tenho percebido nesse contato com autores e vale a pena ressaltar e, importante que se saiba antes, isso é uma crítica construtiva...rs. Os autores são solitários por natureza e dentro dessa solidão do compor, acabam mesmo que subjetivamente, sendo egoístas, espero sinceramente que não esvazie o Biografia depois dessa afirmação...rs. Há aquela coisa do compor e lançar e depois de lançado, não importar mais...rs. Há uma falta de envolvimento em ler o que outro publicou.

Sei, há vários fatores que podem levar a isso, sabemos que vida de artista não é fácil, mas o autor precisa fazer o seu marketing e só se consegue, mostrando-se. Aquele velho ditado que diz, “é preciso ser visto para ser lembrado”, é muito verdadeiro.


5- O que é publicado no Biografia é corrigido anteriormente?

Não. O que é publicado no blog não sofre correções. É postado tal qual o escritor envia. Se enviar o material em caixa alta, será publicado em caixa alta. Se enviar com erros ortográficos, será publicado com erros ortográficos. Se houver alguma informação falsa, a responsabilidade é  e será do autor.

Essa postura é adotada por, ainda, não possuir um corpo editorial e devido ao grande número de publicações e de material a ser publicado, tendo apenas uma pessoa, utilizando horários alternativos para as publicações, fica impossível fazer a correção, principalmente em se tratando dos autores que enviam seu material em outra Língua que não seja a Língua Portuguesa.


6- Os direitos autorais dos textos publicados pertencem a quem? Ao autor ou a Revista Biografia?

Os direitos autorais dos textos publicados pertencem ao autor e está especificado nos rodapés das postagens. O Biografia não detém direito algum sobre os textos. Como já disse anteriormente, tudo que é publicado é encaminhado via e-mail o que, por si, já caracteriza a permissão do autor para a publicação. Todos os e-mails recebidos são salvos para servir de banco de dados e como prova de que não foi usada má fé na postagem.

Como conseqüência dessa política do blog, o autor que usar de má fé e enviar textos para publicação que não seja dele, caracterizando plágio e violando assim a lei de direitos autorais, também será responsabilizado caso a Revista Biografia sofra alguma notificação ou até mesmo penalização por esse ato.


7- Para a publicação dos autores e dos textos há algum processo de seleção?

Não há um processo seletivo para a publicação, tanto para autores quanto para os textos. O objetivo do Biografia é justamente esse, o de promover encontros entre os diversos autores, independente do “ranking” que ele ocupa no meio literário. Claro, existem situações que impedem a publicação. O Biografia jamais publicará conteúdos ofensivos ou que caracterizem alguma situação de crime, seja ele racial, de qualquer tipo preconceito, de difamação, de reconhecidamente situação de plágio...

Também não são publicados textos de pessoas que, navegando pela internet, aportaram no Biografia e, não tendo histórico nenhum no meio literário (blogs, sites pessoais, publicações), enviam um texto qualquer pedindo a publicação. Isso não significa que, dependendo do texto, não seja publicado, mas não será caracterizado como autor, apenas como opinião do leitor. Em todos os casos, será enviado e-mail ao remetente, explicando os motivos da não publicação.


8- O que é necessário para ser publicado no Biografia? O que se deve enviar e para onde enviar?

É necessário apenas ser autor e ter publicações em qualquer meio virtual ou impresso. Não precisa ter livros publicados, não precisa ter ganho prêmios, precisa, apenas, ser autor e se reconhecer como autor.

Precisa ser enviado, de preferência em arquivos anexos, uma breve biografia ou história de vida em formato documento word, uma fotografia em formato .jpg ou .gif se for possível e, claro, a sua produção, seja textos, vídeos, pinturas, músicas, desenhos, enfim, uma mostra daquilo que caracteriza você como um artista.

No blog existe o link “Contatos”, é só clicar e meu endereço de e-mail estará disponível.

Um grande e terno abraço.

daufen bach.

10 comentários:

beneditocglima disse...

Li e gostei do espaço.muito bom.Parabéns pela bela proeza.Farei divulgação aos companheiros aqui de Corumba ms Pantanal Sul.Somos um grupo de poetas,artistas plásticos,artesões,musicos,dançarinos etc

beneditocglima disse...

Temos aqui no Pantanal um espaço poetasdopantanal.arteblog.com.br e donquixotepantaneiroepoetasamigos.bligoo.com.br e costumamos no segundo sábado do mes realizar oProjeto Passa na Praça/Que a Arte te abraça,com exposição de artesanatos,telas,desenhos,oficinas e varal de poesia na Praça da Independencia.Quandoi li,gostei e já informei aos companheiros sobre este belo espaço de contato e divulgação cultural.

beneditocglima disse...

Valeu,espaço sensacional.

Patrícia Dantas disse...

Um espaço fantástico que revela muitos textos e pessoas geniais! Quem lê só tem a agradecer pela oportunidade de acessar um conteúdo de qualidade e ótimo design. Espero que a Biografia abra muitas portas e tenha muito espaço no mundo virtual, como vem acontecendo. Desejo muito sucesso!!

betty badaui disse...

Siempre es un placer rrecorrer este sitio interesante, ameno y que abre sus pueras a los creadores.
Les deseo continuidad.
Desde Rosario-Argentina, va un abrazo
Betty Badaui

Daniel de Culla disse...

Bello y entrañable Blog.
Un cordial abrazo en Poesía y Amistad.

Katia Berni disse...

Bom dia! Adorei o Blog vou utilizar as informações na minha tese de doutoramento, assim gostaria de saber quem escreve, o nome do autor/res para para eu citar. Abraços

Otto Nilsen disse...

Agradeço pela oportunidade de ter aqui compartilhado um pouco de minha carreira musical através da entrevista que dei à Cleo Oshiro.
Muito obrigado pelo carinho, atenção, e profissionalismo.
Grande abraço à todos,
Otto Nilsen.

Vinicius Siqueira disse...

Olá!

Achei demais o site de vocês!

Para qual e-mail posso enviar uma indicação de site?

Abraços!

Aíla Sampaio disse...

Genial, querido daufen bach.Fiquei muito feliz de me encontrar aqui! Um abraço de poesia. Aíla Sampaio