12 livros indicados por Ernest Hemingway a jovens escritores; baixe as obras [Revista Biografia]



12 livros indicados por Ernest Hemingway a jovens escritores; baixe as obras


Ernest Hemingway foi um escritor famoso por suas obras com escrita direta, que normalmente evitava muitas análises psicológicas, como O Velho e o Mar, premiado com um Pulitzer, e Por Quem os Sinos Dobram, resultado da experiência que teve durante a Guerra Civil Espanhola. 


Aos amantes da literatura, Hemingway é leitura indispensável e, mais do que isso, possui dicas valiosas a quem deseja começar a escrever.

 A seguir os  12 livros indicados por Ernest Hemingway
1. Madame Bovary, de Gustave Flaubert


Madame Bovary foi escrito por Gustave Flaubert no século XIX e foi um grande escândalo ao ser publicado, fazendo com que o autor fosse acusado de ofender a moral e a religião. A história fala sobre uma mulher que se vê presa ao casamento e entediada com a rotina burguesa na qual vivia.  

2. Dublinenses, de James Joyce


Dublinenses é um livro de contos do escritor irlandês James Joyce que falam sobre a vida da cidade de Dublin e seus habitantes.

3. O Vermelho e o Negro, de Stendhal


O escritor francês Stendhal trata nessa obra sobre a vida de um filho de um comerciante que sonha em ser um herói, sendo uma narrativa de um desencontro histórico que se passa na época do governo de Napoleão.

Para baixar O Vemelho e o Negro
Português:
Francês: http://www.gutenberg.org/ebooks/798  

4. Of Human Bondage, de Somerset Maugham


Of Human Bondage é uma espécie de autobiografia do autor. A obra fala sobre a história de um jovem manco, órfão que cresce influenciado por regras religiosas e acaba se prendendo a uma paixão que surge no futuro.


5. Anna Karenina, de Liev Tolstói



Anna Karenina é uma obra que trata sobre a difícil história de um amor proibido vivido pela protagonista na Rússia czarista. 

6. Guerra e Paz, de Liev Tolstoi


Descrevendo a invasão da Rússia pelo exército francês, esse romance com mais de mil páginas em sua versão original, Guerra e Paz fala essencialmente sobre a aristocracia russa.  

7. Buddenbrooks, de Thomas Mann


Buddenbrooks é uma crônica que fala sobre o declínio de uma família mercantilista alemã no século XIX, retratando costumes da vida da época.


8. Hail and Farewell, de George Moore


Hail and Farewell é um livro de memórias do escritor irlandês George Moore sobre o tempo que ele passou em Dublin na década que antecedeu a Primeira Guerra.


9. Os Irmãos Karamazov, de Fiódor Dostoiévski



Uma das mais importantes obras russas, Os Irmãos Karamazov fala sobre a história de uma conturbada família na Rússia, contando com um palhaço que subiu na vida e teve as duas de suas mulheres mortas de maneira precoce. 

10. The Enormous Room, de E. E. Cummings


The Enormous Room é um romance autobiográfico do escritor americano E. E. Cummings que fala sobre sua prisão temporária na França durante a Primeira Guerra Mundial.


11. O Morro dos Ventos Uivantes, de Emily Bronte



A obra da importante escritora britânica Emily Bronte fala sobre um romance devastador entre amigos de infância em uma fazenda chamada Morro dos Ventos Uivantes.

12. The American, de Henry James


The American fala sobre a história de um homem de negócios americanos bondoso, misturando comédia e melodrama.




Fonte: Universia Brasil 
Autor: Marina Prado


0 comentários: