João Colagem [Artista Plástico Brasileiro]

Nasceu em 23 de julho de 1967 na cidade de Trindade, Goiás, João cresceu na capital Goiânia e hoje reside em Roterdã na Holanda.

Durante sua infância, teve contato com a técnica da colagem e, quando adulto, se mudou para São Paulo em busca de respostas para seu ofício artístico. Em 1991, retornou a Goiânia, ganhando reconhecimento em exposições e premiações. 

A colecionadora Wilma Lindomar da Silva conheceu o trabalho de João e levou 250 obras para a Europa. Em 1997, já morando nos Países Baixos, o artista mergulhou na busca de novas linguagens e suportes, em que o silêncio trava diálogo com o mundo visual externo. E, a cada passo ao longo dos anos, o artista reafirma-se numa identidade visual peculiar de seu trabalho. O manejo do corte perfeito e a busca detalhada de novas simbologias traça diversos estágios em sua obra, na qual a figura humana é presença constante.

Adaptação do texto de Alana Morais

João Colagem, Artista visual, pesquisa a 25 anos as inúmeras possibilidades da técnica da colagem. Desde 2005 coordena o grupo COLAGEM COLETIVA . Já expos suas obras em diversos espaços culturais no mundo. Sua pesquisa e proposta de coletivo é respeitada e divulgada em vários países. 

Foi citado no livro Cut & Paste - 21st Century Collage escrito por Richard Brereton e Caroline Robert- ISBN 978 1 85669 717 0,Editado pela Laurence King Publishing Londres e New York.
Desenvolve  projetos de oficinas, utilizando a técnica da colagem. Estes projetos tem continuidade e são direcionados ao público infanto- juvenil, na intenção de instrui-los ao uso da técnica e poética. Com o título “O Resgate da Imagem Perdida”, João Colagem já realizou mais de 120 oficinas no Brasil e na Holanda.













Compreender a obra e os projetos de João Colagem requer do expectador uma visão contemporânea da humanidade dos seus desafios e sua postura frente ao seu semelhante. 

Vídeo do livro Cut & Paste



João Colagem por Alana Morais

Apresentações de Colagem.

Ao me deparar com parte da obra de João e ao mesmo tempo ter o prazer de desfrutar de sua pessoa, percebi sua complexidade, e o universo quase mitológico que ele encena em torno de si e lança com força descomunal e incorporal para suas colagens me fizeram constatar aquilo que já a muito sentia, lia, apreendia em apresentações acadêmicas, em incursões a galerias e em contatos virtuais com reais artistas: alguns poucos vivem em arte, eles transcendem o real, o imaginário, o possível e a memória, com livre acesso a este status quo , re- apresentam a nós nossas representações, nos proporcionando segundos de seus lampejos lúcidos quando mais estamos perdidos em nossas ilusões descabíveis. Eles tem a chave da nudez . 

Depois de constatar que minhas percepções são fatos em João, tentei situa-lo, a ele e sua obra, e então me lembrei de Charles Baudelaire.
João faz o caminho inverso de Baudelaire, poeta com extraordinário senso plástico e visual, e por isso, o maior crítico de arte do seu tempo,Baudelaire possuía uma percepção visual da realidade que remonta sem dúvida a uma paixão pela imagem,  traduzida nas palavras de sua poesia.

João lida visceralmente com a imagem. Numa fixação pelo presente ele nos aponta nossa tumultuada solidão. São imagens feitas de verdades, onde o silêncio sufoca o grito do “projetar-se”.  Seu trabalho diz que ver é ilusão e com isso promove a poesia.


A colagem opera como portal para a introdução de elementos contemporâneos ao observador. Todos os signos de velhas belezas imagéticas ganham nova roupagem na alegoria do trabalho quase incorporal de João.
O “exprimível” de sua colagem suspende nossa percepção com um fragmento de realidade sustentada em poesia e permeada no encadeamento de nossas culturas atuais.

Baudelaire , em “ Horror simpático” escreveu: “- Insaciavelmente sedento, do que não vejo e não defino.” Parece-nos um prolongamento da alma, um descentra mento do homem que sabe que quer mas não sabe o que, nem se precisa. Falta-lhe o conhecimento das palavras. Mas sobra-lhe vontade. Podemos partir deste fragmento de poesia da modernidade, para tratar do homem pós estruturalista que João nos apresenta em sua obra. Este sujeito que tem a noção de tempo e espaço mas  não se exprime ao próximo de forma integral, este sujeito que salta estrangeiro a ele mesmo, imovelmente centrado, transitando de pessoa à persona.

Baudelaire é acima de tudo, o poeta do tormento humano. E ao aproximarmos  de sua obra, inevitavelmente usamos os artifícios em máscaras. A mais visceral é a de Dândi que nos aproxima de sua fundamentação estética e sua conduta humana e social. Ora, quem teve o prazer de desfrutar de João Colagem que me apresente melhor definição para sua figura e de sua obra. E para que não haja dúvidas, vamos ao que entendemos por dandi, nas palavras de quem lançou o estilo. Baudelaire:
"o dandismo não é um deleite excessivo com roupas ou elegância material. Para o dândi perfeito, essas coisas nada mais são do que o símbolo da superioridade aristocrática de sua mente".


João é superior! E prova sua superioridade intelectual nos confrontando com nossas representações utilizando-se da subjetividade  e do ativo do recorte e da colagem, ou seja, do desfazer para refazer de outra forma. Estamos vivendo um momento de recortes e colagens culturais, de reorganização do homem no mundo e sua condição frente a natureza. Estamos perdidos. E se nos deixarmos tocar (colar) por João vamos entender por que.

Alana Morais
Artista Visual e Mestre em Cultura Visual pela Universidade Federal de Goiás)
Goiânia 6-6-2009.

Obras Tripidico “Figuras Mórfologicas”
Nr.01- 2008 4-A: 68 x 50 cm
Nr.02 -2008 4-B: 68 x 50 cm
Nr. 03- 2008 4-C: 68 x 50 cm
Técnina Colagem
Material, papel. Cola, s/b papel Canson
Realizadas no Museu dos Sol-Penápolis-SP


Formação/Premiação/Exposições de João Colagem


Formação:
Centro Cultural Amâncio Mazzaropi, Brás - São Paulo (S.P.)
Onde cursou: Máscaras Populares e Teatro; Desenho básico; Xilogravura; Aquarela e participou do II Congresso Internacional de Cibernética Social e Proporcionalismo.

Prêmios:
Cat. Pintura “II Maratona do Shopping Bougainville” Goiânia 09/14-10-95
Cat. Objeto “IV Concurso Arte Criatividade do Trabalhador” 09/20-10-95

Menção Honrosa:
Cat. Pintura “VI Concurso SESI Arte Criatividade” 23-9/4-10-96
Cat Pintura “V Prêmio BEG de Literatura e Artes Plásticas” 24-04-97

Menção Honrosa Especial:
Cat objecto “V Prêmio BEG de Literatura e Artes Plásticas” 24-04-97

Exposições Individuais:

1ª Individual, na Câmara Municipal de São Paulo - SP 24 - 26.09.90

Individual, no Bar Karuhá, no Centro Cultural Martim Cererê, Goiânia-GO 11 - 13.12.92
Objetos do Cotidiano, na Sala Sepac, na Praça Universitária, pelo Museu de Arte de Goiânia - GO 02 - 12.03.93
Projeto Poesia Ilustrada, ilustrando poema de Yeda Schmaltz, pela Fundação Cultural Pedro Ludovico Teixeira, Goiânia - GO 09.03.93
Domingo é Dia do Bosque - Objetos do Cotidiano, pela Secretaria de Cultura da Prefeitura de Goiânia - GO 29.08.93
Individual, na Confeitaria Holandesa, Goiânia - GO 24.02 - 23.03.94
Individual, no Nektar Bar, Goiânia - GO 14.06.94
Individual de Objetos, A Cadeira Andante, Brasília - DF 25.08 - 24.09.94
Face Exposição de Arte, Galeria Casa Branca, Goiânia - GO 24 - 31.01.95
Voyeur, na Wing Bike, Goiânia - GO 12 - 16.12.95
Individual, na Galeria Frei Confaloni da Fundação Cultural Pedro Ludovico Teixeira, Goiânia - GO 26.06 - 09.07.96
Sedução, no Boullevard, Setor Oeste, Goiânia - GO 05.02.97
Individual, no Restaurante Panela Mágica, Goiânia - GO 25.03 - 19.04.97
Outono, in LBP Galeria de Arte, Setor Central, in Goiânia - GO 18.03 - 18.04.98
Individual na Galerie De Lochting, Venray, Holanda 24.05 - 27.06.98
Individual no Café Meia Meia 66, Amsterdam, Holanda 25.07 - 21.08.98
Individual no Rabobank, Venray, Holanda 05.08 - 15.09.98
Individual na Galerie Molenhof, Weert, Holanda 04.12.98 - 07.01.99
Individual na Galerie Café Anders, Rotterdam, Holanda 27.02 - 20.03.99
Individual na Galeria 66, Amsterdam 21.05 - 18.06.99
Individual no Buurt-service-centrum, Amsterdam 10.10 - 06.11.99
Individual na Embaixada do Brasil, Haya, Holanda 18.11 - 17.12.99
Individual no Café De Witte Aap, Rotterdam 05.12.99 - 02.01.2000
Individual na Galerie Zonneschande, Rotterdam 14.05 - 25.06.2000
Individual na SPCultuur, Rotterdam 26.05 - 23.06.2000
Individual na Oplichterij, Rotterdam 02 - 24.03.2001
Individual, Cultuurmakelaar, Delfshaven, Rotterdam 01 - 21.07.2001
Ateliê Aberto em Rotterdam 11.06 - 13.06.2004

Exposições Coletivas:
VIII Salão de Artes Plásticas de Araraquara na Casa de Cultura Luiz Antônio Martinez Corrêa, Araraquara - SP 01 - 30.06.90
IX Exposição Coletiva de Artes Plásticas de Araraquara na Biblioteca Pública Municipal Mário de Andrade de Araraquara - SP 31.08 - 29.09.90
XVII Salão Limeirense de Arte Contemporânea no Palacete Levy, Limeira - SP 01 - 15.09.90
IX Salão de Artes Plásticas de Araraquara na Casa de Cultura Luiz Antônio Martinez Corrêa, Araraquara - SP 07 - 29.06.91
XX Salão de Arte Contemporânea de Santo André no Salão de Exposições - Paço Municipal de Santo André - SP 08.04 - 24.05.92
Projeto Mail-Art: Camada de Ozônio no hall da agência central dos Correios, Praça Cívica, Goiânia - GO 25.02 - 24.03.93
Amostra na exposição de selos de “A Mulher” na agência dos Correios, Anápolis - GO 13 - 30.03.93
Dia Nacional de Poesia; Poesia Ilustrada no Centro de Convenções, pela Fundação Cultural Pedro Ludovico Teixeira,, Goiânia - GO 14.03.93
IX Exposição Novos Valores da UCG - Categoria Escultura , na Sala de Exposições do Palácio da Cultura, Goiânia - GO 01 - 12.06.93
Banco das Artes - 140 Anos de Banco do Brasil, pela ECT e pelo Banco do Brasil, na Agência Praça Tamandaré, Goiânia - GO 28.06 - 23.07.93
Salão do Projeto Prêmio Goiás - Pintura no Museu de Arte Contemporânea, Goiânia - GO 26.08 - 05.09.93
Fome de Formas na Sala Reinaldo Barbalho do Museu de Arte de Goiânia, Goiânia - GO 28.09 - 10.10.93
II Mostra de Arte Viva na Procuradoria Geral do Município, pelo Museu de Arte de Goiânia, Goiânia - GO 01.10 - 01.12.93
I Bienal de Arte Incomum pela Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Turismo, no Museu de Arte de Goiânia, Goiânia - GO 25.10 - 30.11.93
Exposição e 1º Leilão de Arte pela Vidda, pelo Grupo Pela Vidda, no
Papillon Hotel, Goiânia - GO 27.10.93
II Salão de Artes Cidade de Itajaí na Casa de Cultura Dide Brandão da Prefeitura Municipal de Itajaí - SC 04.12.93 - 16.01.94
Os Momentos em Movimentos no Tem Arte Ateliê Ltda., Goiânia - GO 29.03 - 28.04.94
Grupo Língua em Babel no Museu de Arte Contemporânea, Goiânia - GO 03 - 09.04.94
Blá blá blá na Sala Reinaldo Barbalho do Museu de Arte de Goiânia, Goiânia - GO 09.06 - 03.07.94
O Momento do Olhar - Coletiva de Artistas Goianos na Sala Amaury Menezes no Museu de Arte de Goiânia, Goiânia - GO 20.10 - 02.12.94
Coletiva de Artistas Goianos pelo Grupo Pela Vidda, na Caixa Econômica Federal no Shopping Flamboyant, Goiânia - GO 30.11 - 20.12.94
MAG 25 Anos - Exposição Coletiva de Artistas Goianos na Sala Sepac na Praça Universitária, pelo Museu de Goiânia, Goiânia - GO 10.01 - 05.02.95
Homenagem aos 50 anos da UBE - GO na Galeria de Artes Frei Confaloni e pintura de tapume na Agência Central da ECT, Goiânia - GO 06.05 - 31.12.95
Homenagem ao Frei Nazareno Confaloni na Galeria Frei Confaloni no Centro Cultural Marietta Telles Machado, pela Fundação Cultural Pedro Ludovico Teixeira, Goiânia - GO 06 - 30.06.95
Projeto Poesia da Terra pela União Brasileira de Escritores - Seção de Goiás, na Secretaria Municipal de Cultura, Ipameri - GO 08.07.95
Amigos do Divino Jorge na Sala Amaury Menezes no Museu de Arte de Goiânia, Goiânia - GO 28.09 - 07.10.95
Feira de Arte e Artesanato, pela Fundação Jaime Câmara, Goiânia - GO 07 - 10.12.95.
Amostra Arte com Arte; Dia do Artista Plástico, na Sala Reinaldo Barbalho, pelo Museu de Arte de Goiânia - GO 09 - 28.05.96
Exposição coletiva pelo SESI e pelo Banco do Brasil no Banco do Brasil, Goiânia - GO 23.09 - 04.10.96
Exposição coletiva pelo SESI e pela ECT, na agência central da ECT, Goiânia - GO 05 - 11.10.96
Exposição coletiva pelo SESI e pelo Shopping Bougainville, no Shopping Bougainville, Goiânia - GO 14 - 18.10.96
Posicione-se, durante o Festival Mix Brasil sobre sexualidade e arte, Goiânia - GO 17 - 27.04.97
Participação de “V Prêmio BEG de Literatura e Artes Plásticas” na categoria Objetos e na categoria Pintura, pela Fundação Cultural Pedro Ludovico Teixeira e pelo Banco do Estado de Goiás, Goiânia - GO 24.04 - 25.05.97
Exposição anual de verão na Galerie De Lochting, Venray, Holanda 28.06 - 02.08.98
21 Concurso Novos Valores de Artes Plásticas, da Fundação Jaime Câmara em Goiânia - GO 21.07 - 08.08.98
Galerie Ploos van Amstel, Amsterdam, Holanda 6.11.98 - 10.03.99
“22 Anos Novos Valores de Artes Plásticas”, FUNART, São Paulo - SP 10.11 - 6.12.98
Exposição de obras na Festa de Arte Het Oude Noorden, Rotterdam 28.05 - 03.06.99
Exposição no Camp Café, Amsterdam 08 - 30.06.99
“Brazilië uit de Kunst”, De Laurens, Rotterdam 03 - 22.07.99
Diversos, Galeria Santa Fé, Goiânia – GO 21.09 - 04.10.2000
“De waan voorbij” Galeria “De Lochting” Venray-Holanda 09.06 –28.07.2002
Exposição Galeria “Een Roos op de Rots”, Gemert-Holanda 16.06 – 07.07.2002
“Brasil 2002” Cultuurmakelaar Delfshaven, Rotterdam-Holanda 28.07 -25.08.2002
Intercâmbio cultural Holanda e Alemanha, St.Anthonius-Holanda 01.07.2002
Intercâmbio cultural Alemanha e Holanda, Kevelaer-Alemanha 29.09.2002
Manifestação de Arte “Staalkaart” Museu Flehite, Amersfoort-Holanda 18 a 20.10.2002
Exposição “Andere smaken andere sensaties” Museu Flehite, Amersfoort-Holanda 18.10 – 17.11.2002
Bolsa de Arte “Kunstevent”, Antuerpia – Belgica 16 a 18.11.2002
“Exposição coletiva Arte e Hibridismo em Goiás” Museu de Arte de Goiânia, Goiânia-GO Brasil 21.11.2002
“Casa Aberta” Galeria “Uma Rosa na Rocha”, Gemert-Holanda 15.12 – 16.03.03
“Een Hoofdelijk Gebeuren” Galeria “Uma Rosa na Rocha”, Gemert-Holanda 16.03 – 16.04.2003
Galeria OD’Art, Delft-Holanda 23.08 – 28.09.2003
Galeria de Prefeitura de St.Anthonus- Holanda 23.10 – 28.11.2003
Galeria OD’Art, Delft-Holanda 29.01 – 17.03.2004
“Outsider Art Show” Galeria Herenplaats, Rotterdam-Holanda 16.01 – 29.02.2004
“OUTSIDER ART FAIR” New York – USA 23.01 - 25.02.2004
Galeria “Het Cenakel”, Tilburg-Holanda 27.03 -04.04.2004
Rota da Arte - Convidado especial “Atelier Juul Baltussen”, Westerbeek-Holanda 24 e 25.04.2004
Exposição e Concerto - Galeria “Uma Rosa na Rocha”, Gemert - Hollanda 18.07 - 01.08.2004

Coleções:
Coleção particular de Wilma Lindomar da Silva com 280 obras em Genebra, Suiça
Coleção do Museu de Arte de Goiânia em Goiânia-GO- Brasil




Alguns trabalhos de João Colagem

Na obra de João Colagem, “percebe-se que o barroco brasileiro casou-se com a sensibilidade holandesa para composição”.
Gideon Wille, historiador

Colagem sobre papel. 59cm x 69,5cm. Detalhe: 24,5cm x 18cm. Rotterdam, 2002.






Colagem sobre MDF. 85,5cm x 69cm. Rotterdam, 2004.
Colagem. 52cm x 52cm. Detalhe: 24cm x 18cm. Rotterdam, 2007.





Colagem. 30,5cm x 30,5cm. Rotterdam, 2007.



Colagem sobre MDF. 40cm x 32cm. Rotterdam, 2007.


Contato:
João Colagem
Email:
Website:
twitter:     João Colagem
Facebook: João Colagem II
Fone: (62) 9300 3042

1 comentários:

Selma Amaral disse...

Que trabalho maravilhoso! Fiquei encantada! Fez-me recordar de quando, ainda criança, eu adorava recortar e sobrepor figuras montando paisagens.

Parabéns João, pela beleza da sua arte. Mais e mais sucesso!

Selma
Arcoverde/PE