10 livros para levar para a praia [Lutero]

10 livros para levar para a praia
Por Lutero 

Artigo publicado no Site PapelPop 

E entre as atividades “praianas” não tem nada mais gostoso do que ficar deitado na areia, debaixo do guarda-sol, tomando uma brisa gostosa enquanto lê um bom livro pra desocupar a mente de todos os problemas do resto do ano. 

Pensando nisso nós listamos aqui 10 ótimas dicas de livros para você levar para a praia. Tem de tudo: romance, ação, mistério, lançamentos, livros antigos que você precisa ler…


A Culpa É das Estrelas, do John Green



Esse foi o livro do ano, em todo lugar que você olha, ele tá lá. Por isso, se você ainda não leu, essa é a sua chance. Já leu? Quer lugar melhor que a areia da praia pra reler um dos livros mais legais do John Green?

“A Culpa é Das Estrelas” conta a história de Hazel, que tem câncer e, por isso, pouco tempo de vida. Quando a vida parecia meio sem graça, ela conhece Augustus, um garoto lindo que aparece no meio de uma reunião de um grupo de apoio. E o livro acompanha a paixão que nasce desse encontro.

O livro foi um sucesso tão grande, que vai virar filme e deve chegar aos cinemas no dia 6 de junho de 2014, com Shailene Woodley e Ansel Elgort nos papéis principais. 

O Guia do Mochileiro das Galáxias, do Douglas Adams



Esse é o nome de uma das coleções mais legais já escritas, como também do primeiro livro dela. E é dele que a gente vai falar. É uma história de ficção científica, que acompanha a vida de Arthur Dent, um terráqueo bem banal até o dia em que a Terra é destruída.

Dent só sobrevive porque é salvo por seu amigo Ford, que na verdade era um alienígena. Esse clássico acompanha as viagens malucas dos dois por todo o Universo, enquanto discute religião, filosofia e a humanidade com um ótimo senso de humor. 

Divergente, da Veronica Roth



Essa dica é pra ficar em dia com uma das sagas mais lidas do momento. “Divergente” é o primeiro de três livros e é muito comparado a “Jogos Vorazes”. Nessa série, a gente conhece Beatrice “Tris”, uma garota que vive numa versão meio caótica da Terra e que precisa se decidir a qual facção se juntar.

As facções são 5 grupos aos quais cada humano deve se juntar de acordo com suas habilidades. Mas Tris não se encaixa em nenhuma delas, é boa demais para isso. Ela é o que se chama de “divergente”, que são vistos como perigosos para a sociedade e perseguidos.

Quando percebe que sua vida está em risco, Tris também descobre planos nefastos para acabar com seu mundo e se junto a um grupo de pessoas com quem pode fazer algo para mudar essa história. “Divergente” também foi adaptado para os cinemas e chega à telona em março de 2014. 

Os Homens Que Não Amavam As Mulheres, do Stieg Larsson



Esse é pra quem quer um livro maior, com um estilo cheio de ação, que vai te consumir e que você não vai conseguir largar de jeito nenhum. “Os Homens Que Não Amavam as Mulheres” é a primeira parte da trilogia Millennium e conta a história do jornalista Mikael Blomkvist.

Mikael é contratado ao lado da estranha hacker Lisbeth Salander para desvendar um mistério de uma rica família que vive em uma ilha na Suécia. Condenado em um caso de difamação, ele acaba sendo obrigado a aceitar o caso e, ao se envolver na história, percebe que a muito mais sujeira na família do que imaginou no começo. 

Perdão, Leonardo Peacock, do Matthew Quick



Um livro do mesmo autor de “O Lado Bom da Vida”, que acabou se tornando num dos melhores filmes do ano passado, dessa vez focado na história de um garoto misterioso e solitário, atormentado por um passado muito traumatizante e que está prestes a por em prática um plano muito assustador.

O livro te mantém em tensão o tempo inteiro, enquanto você teme por Leonard e seu plano, mas também pela curiosidade para descobrir o que aconteceu que o tornou quem ele é. E ao longo do livro, vários personagens muito interessantes vão surgindo e deixando a narrativa cada vez mais irresistível.

Nós já publicamos uma resenha do livro, que você pode ler aqui. 

Inferno, do Dan Brown


O estilo bem escrito e as histórias viciantes de Dan Brown são uma companhia perfeita para levar para a praia. E seu livro mais recente, “Inferno”, não poderia ser diferente.

Robert Langdon, nosso professor de história da arte favorito, está de volta em mais uma situação bizarra: acorda em um hospital, com a cabeça machucada, sem conseguir se lembrar de absolutamente nada que aconteceu nos últimos dias. Quando olha pela janela, descobre que está na Itália e logo sofre uma nova tentativa de assassinato.

Lutando para sobreviver, Langdon vai descobrir que o segredo para desvendar esse mistério em que se encontra está na clássica obra “O Inferno”, de Dante Alighieri. E misturando obras de arte, literatura e muita ação, o professor corre pelas ruas da Itália para permanecer vivo. 

O Pequeno Príncipe, do Antoine de Saint-Exupéry


Um clássico sem data de validade, perfeito pra dias mais calmos na beira da praia ou pra quando o Sol resolver se esconder. “O Pequeno Príncipe” é tão gostoso, que você vai devorá-lo sem perceber e talvez até queira repetir uma leitura atrás da outra.

Recheado de desenhos lindos, o livro conta a história de um aviador que sofre um acidente e recebe a visita de um principezinho muito estranho, que veio de outro mundo e que decide o levar para um passeio. Cheio de cenas fantásticas e reflexões sobre a vida, você vai se sentir criança outra vez e vai memorizar algumas frases para o resto da sua vida. 

Bridget Jones – Louca Pelo Garoto, da Helen Fielding


Acredite se quiser, mas já faz 14 anos desde que o último livro da coleção “Bridget Jones” foi lançado! E o que poderia ser melhor depois desse tempo todo do que um livro novo da mulher em crise que a gente mais ama?

Bridget decide voltar a escrever um diário pra mostrar como, depois de tanto tempo, tanta coisa continua igual. Agora, precisa dar conta de sua conta no Facebook e no Twitter, encontrar os amigos pra dividir uma taça de vinho. Mas o principal: como se dar bem no namoro com um garoto bem mais novo e se dar bem como mãe, enquanto isso? 

As Vantagens de Ser Invisível, do Stephen Chbosky



As férias de verão são a oportunidade perfeita para ler ou reler esse livro. Você acabou de terminar um ano na escola, talvez esteja indo para o colegial, a faculdade, mudando de cidade e está meio assustado com o que pode acontecer, com todas as novidades.

Exatamente como estava Charlie, personagem principal desse romance inesquecível. Tímido, com problemas pra se relacionar e com traumas na bagagem, Charlie está prestes a começar o ensino médio e de repente se vê amigo da turma dos “estranhos”, aqueles com quem ninguém quer conversar.

É com Patrick e Sam que o garoto descobre o que é a amizade, o amor, drogas e o sexo. É uma história linda que faz a gente pensar na própria vida e como alguns medos e receios são tão bestas. 

Calvin e Haroldo – E Foi Assim Que Tudo Começou, do Bill Watterson



Sério, pensa: o que pode ser melhor do que uma água de coco, o mar na sua frente, pé na areia e um dos melhores quadrinhos da história na mão? Praia tem tudo a ver com Calvin e Haroldo, com o humor genial dos dois, com as histórias que o garotinho e o tigre vivem juntos, com as críticas “crescidas” que fazem.

Essa edição reúne algumas das primeiras histórias dessa dupla que a gente ama, enchendo o saco da Suzie, tentando fugir a qualquer custo da escola ou não querendo comer aquelas gororobas que a mãe do Calvin cozinha. A gente acha que esse livro é o passaporte perfeito pra férias incríveis. 

Fonte: 
http://papelpop.com/sobre/

0 comentários: