TransProse, o programa que transforma literatura em música [Jaime Mitchell]

TransProse, o programa que transforma literatura em música 

Jaime Mitchell

Quem nunca leu um livro e imaginou ele na tela do cinema? Agora, quem já leu um livro e pensou em uma música inspirada nele? Ou melhor: feita por meio dos sentimentos que o livro passa? Isso é possível, e não é um ser humano quem compõe as canções… É um programa! O TransProse, criado pelo programador e artista Hannah Davis e o pesquisador Saif Mohammad, já transformou em música clássicos literários como Peter Pan, O Pequeno Príncipe e Laranja Mecânica. 

O programa não cria as músicas diretamente dos livros. Primeiro, ele precisa determinar o humor da obra. Para fazer isso, o TransProse se baseia em uma lista de 14 mil palavras que estão associadas a oito emoções básicas – alegria, tristeza, surpresa, desgosto, medo, expectativa, raiva e confiança – e dois sentimentos – positivo e negativo.


Quando o TransProse avalia uma obra, ele a divide em quatro partes – início, meio inicial, meio final e fim – e, nesse momento, faz uso das palavras mais comuns para determinar qual o tom emocional geral do livro. Todo esse sentimento traduzido pelas palavras mostra como será a montagem da música: tempo, chave, notas e palavras. As versões de alguns clássicos da literatura mundial podem ser conferidas no site do TransProse.


Via CNET

Jaime Mitchell
É jornalista e acompanha atentamente as mudanças que acontecem no mundo da mídia. Curte tecnologia, ciência, best-sellers, seriados e filmes. Melhor ainda se os longas e as séries forem baseados em livros da lista dos mais vendidos.

0 comentários: