Guapo [Cantor, compositor e pesquisador Brasileiro]

Guapo ( Milton Pereira de Pinho)nascido em 1951, em Cáceres/MT. Descendente da velha estirpe mato-grossense desde 1725 quando Antonio de Pinho Azevedo, sertanista de Arouca – Lamego – Portugal, chegou em Cuiabá e casou com a cuiabana Doroteia dos Prazeres.

Guapo é filho de pai violeiro, tio cantor que se expressava em várias línguas: Português, Espanhol e Guarani. Sua avó paterna, Yolanda Widal de Pinho, era pianista, seu avô materno, Zacaria Pereira de Lima, era cururueiro (violeiro folclórico).

Guapo teve uma educação musical bem colocada pelo pai professor, matemático e físico, que considerava educar os ouvidos com todo tipo de música, para distinguir a qualidade. 

A vivência no Pantanal e sua riqueza sonora, sons de pássaros e animais, influenciaram-no decisivamente. Também a vivência no meio popular, bailes, festa de santo e outros festejos populares. De sua mãe, lavadeira ribeirinha, herdou e aprimorou o gosto popular: das lendas e mitos ribeirinhos. A mistura da influência paterna e materna, gerou o vivo interesse pela ciência e pela sensibilidade do conhecimento popular, que lhe suscitou o jeito autodidata de músico e pesquisador. Com 18 anos começou a tocar violão e nunca mais largou. Sempre gostou de pintura, literatura, cinema e poesia.

Morou seis anos em Goiânia, em 1971, em fevereiro de 1972 foi para o Rio de Janeiro onde ficou até 1974m Na oportunidade pesquisou o samba no morro do Estácio.

Em 1976, mudou para São Paulo, onde ficou até 1984. Pesquisou a música latino-americana e o rasqueado mato-grossense pelos países fronteiriços (Paraguai, Argentina, e Bolívia). Em 1985, já em Cuiabá, começou a unir os conhecimentos com os músicos, Vera e Zuleika e Marques Caraí, nascendo daí a ideologia musical, Vanguarda Nativista, que propõe pesquisa e auto-determinação para o novo canto da música mato-grossense.


Principais Atuações

1985 – Projeto Pixinguinha - Cuiabá-MT. 
1987 – Acorde Brasileiro, Encontro em Defesa da Música Regional - Tramandaí-RS. 
1988 – ECO Festival - Santos-SP. - Prêmio "Melhor Música Regional" A obra Canto Guacho foi uma das finalíssimas.
- Trilha Musical do filme "Animando o Pantanal" (Núcleo de Cinema de Animação de Campinas) - Campinas, premiada nos países: China e França.
- III Carijo da Canção Gaúcha - Palmeiras das Missões-RS, Payador/80 foi sua primeira música a ser gravada em disco (classificada entre as finalistas deste festival). 
1989 - Canto do Pantanal São José .dos Campos-SP.

1990 - I Encontro do Meio Ambiente e Cultura da Bacia do Araguaia (Com presença de entidades do movimento Green Peace), S. Felix do Araguaia-MT.
1993 – Projeto Rua do Rasqueado -1° ano Cuiabá-MT. 
1994 - Projeto Rua do Rasqueado - 2° ano Cuiabá-MT.
- Publicação da Pesquisa Musical sobre a origem do Rasqueado Cuiabano / Cuiabá-MT.
- Projeto Tchinfrim Cuiabano – Cuiabá/MT.
- Trilha Musical do episódio "A Lenda" do seriado "O Incrível, Fantástico e Extraordinário" na TV Manchete - Rede Nacional.
1996 – Lançamento do CD "Pantanal... Branco e Preto" Cuiabá/MT, e São Paulo-SP.
- I Encantação Mato Grosso - Julho - Cuiabá/MT.

- 13º Festival de Inverno - Chapada dos Guimarães-MT.






1997 – Show Integração Sem Fronteira (com participação especial da cantora Argentina Mercedes Sosa), abril - Cuiabá-MT.
- III Encantação Mato Grosso – Maio - Cuiabá-MT.
- Show da Independência 7 de Setembro, (direção Artística Joãozinho Trinta) Brasilia-DF. 
1998 – Show Brasil 500 Anos (início da contagem do relógio) Presença do Mestre Designer da Globo Hans Donner.
- IV Encantação Mato Grosso - Dezembro - Cuiabá - Mato Grosso-MT.
- Fundação da Confraria do Rasqueado - Dezembro - Cuiabá-MT.
1999 – Trilhas sonoras e atuação no vídeo Rondon, o último dos bandeirantes - Dezembro - Cuiabá-MT.

2000 – Trilha do vídeo Baile Pantaneiro - Março Cuiabá-MT.
- Lançamento do 2° CD Resto de Guarania - Maio - Cuiabá-MT.
- Micarecuia - 2000 Festival de Rasqueado - setembro - Cuiabá-MT.
- XXI Festival Internacional de Pesca - setembro - Cáceres-MT.
2001 – Posse no Conselho Estadual de Cultura para mandato de dois anos - fevereiro - Cuiabá-MT.
- Projeto Carnasqueado (Rasqueado no Carnaval - 2001) fevereiro- Cuiabá-MT.

- Projeto Rebojando (O Canto dos Rios da América do Sul) Sesc Ipiranga - maio - São Paulo-SP.
- 8ª Festa Internacional do Pantanal - junho - Cuiabá-MT
- Participação como palestrante no XI Festival de Música Internacional de Inverno - 20 a 29 Julho – Campos-RJ.
- Participação no IV Fórum Nacional dos Conselheiros Estaduais de Cultura - 15 a 17 agosto - Palmas-TO.
- Micarecuia - 2001 - Festival de rasqueado - setembro - Cuiabá/MT
- Participação como um dos representantes da música do Centro-Oeste no II Encontro Nacional dos Pesquisadores da MPB no Museu da Imagem e do Som - outubro e novembro - Rio de Janeiro-RJ.
- Trilha Sonora do Vídeo-Documentário “A Divisão de Mato Grosso” – dezembro Cuiabá-MT.
2002 –1º Festival da Canção de Nobres/MT.
- XXIII Festival Internacional de Pesca - Setembro - Cáceres-MT.
- Projeto Limpa Banco - outubro - Cuiabá/MT. 
2003 – XXIV Festival Internacional de Pesca - setembro - Cáceres/MT.
- 5º Cultural - Outubro - Cuiabá-MT.
- Projeto Rumores das Águas - novembro - Cuiabá/MT.
2004 – Projeto Rua do Rasqueado (abril a setembro 2004) Cuiabá-MT.

- Lançamento do livro “Remedeia Co Que Tem” (Formação Básica da Musicalidade Mato-grossense) – setembro – Cuiabá/MT.
- Seminário Nacional para as Culturas Populares - São Paulo SP – de 03 à 06 de novembro.
2005 – Seminário Nacional de Políticas Publicas p/ as Culturas Populares – Brasília – 23 à 26 de fevereiro.

- Festa Internacional do Pantanal – Cuiabá – Março.
- Projeto Rua do Rasqueado – Temporada 2005 – Cuiabá – Abril.
- Mato Grosso State Cultural In Washington DC
Show Searching For The Lost River – USA – Novembro.


Discografia



1 Canto "Guacho"
2 "Rumor do rio Abaixo"
3 Cuyabá / Cuiabá 
4 Seiva Payaguá
5 "Tchinfrim do Guaporé"
6 Canto do Jacurutu
7 Última Fronteira
8 Festa na Baixada 
9 Memórias de um guri
10 Guaia Pantaneira 
11 Eco "Fronterizo"
12 Toada Ribeirinha
13 Velho Chamame
14 Dança Fantástica da Chapada



1 A Morena e o Rasqueado
2 Este é o Baú Sereno
3 Rio Abaixo...Rio Acima
4 Terra Sagrada
5 Fantasia Cuiabana
6 Rancho de chão Batido
7 Resto de Guarania
8 Rebojano...Rebojano
9 Flor Pantaneira
10 Canto Platino
11 Recuerdo de Ypicaraí

Livro de Guapo



A música mato-grossense de hoje é fruto de uma grande mistura de influências que vão desde a indígena até a platina, passando pela europeia e norte-americana. Um quebra-cabeça que foi montado como possível, já que o Estado durante muito tempo sofreu com o isolamento. Se os habitantes daqui não podiam dispor de instrumentos iguais aos dos europeus, eles fabricavam os seus a partir deles, com o que havia à disposição. O mesmo em relação à danças e outras formas de manifestação cultural. A característica deu nome ao livro do cantor, compositor e pesquisador Guapo (Milton Pereira de Pinho), Remedeia Co Que Tem (Carlini & Caniato), que servirá de apoio para as aulas de música da rede estadual de ensino e pode ser encontrado também nas livrarias.

Guapo explica que o embrião da publicação foi uma pequena cartilha feita em 2005, com 60 páginas. Remedeia Co Que Tem é um trabalho muito mais completo, resultado de 38 anos de pesquisas que vem fazendo tanto em Mato Grosso como em outros Estados e até países. Ele conta que, em vista da edição da lei que traz de volta o ensino musical para as escolas públicas, sugeriu a obra à Secretaria de Estado de Educação (Seduc), que o aprovou - serão 2 mil cópias à disposição dos alunos. O interesse também foi grande por parte da editora e agora o livro pode ser encontrado também nas livrarias.

Remedeia co Que Tem – Guapo, autografando a sua obra.

Ficha
Autor: Milton Pereira de Pinho(Guapo)
Edição:
Data de Publicação: 2010
ISBN: 978-85-910555-0-0
Tamanho: 17 x 24 cm
Nº de páginas: 192
Gênero: História da Música
Editora: Carlini & Caniato Editorial
Preço: R$ 45,00
 


Vídeo: Guapo fala sobre o berrante pantaneiro





Contato: Tel.: (65)8114-5212

email: guapo_pantmt@hotmail.com

           guapo_pantmt@ibest.com.br



Fonte : Rasqueado Cuiabano 
           Jornal Oeste

Guapo
Todos os direitos autorais reservados ao autor.

0 comentários: