QUEM? [Eva de Fátima Gomes de Oliveira]


QUEM? 

Quem é você, vestida desse jeito,
se achando minha dona por direito, quem?
Quem é você que maltratando tanto
faz de pousada este pobre peito
e reinventa sentimentos, já desfeitos?
Quem é você, afinal, que me espanta
quando triste no meu canto, canta
a sinfonia soturna que me causa o pranto?
Quem é você que chega sem demora
revira a casa, o passado, a minha história
e rememora, nas narinas, um cheiro de outrora,
que reascende no vate a memória?
Quem é você?
Quem? Quem é você? 

Ah... por fim, desfaz-se a cortina
e eis que surge diante das minhas retinas
a silhueta esguia e sem maldade
da causadora de toda esta agonia:

a saudade. 

- Eva Gomes de Oliveira

Eva de Fátima Gomes de Oliveira .
Nasci em Rio Claro (SP), mas sou Jauense de alma e coração. Creio que a arte pode transformar o homem e consequentemente fazer o mundo melhor. Acredito no amor, ainda que pareça distante e ultrapassado para os dias atuais. Não seria poeta se assim não pensasse e sentisse. Carrego no inesquecer do coração algumas saudades e na alma uns pedaços de estrelas e outros de raios de lua, de todas as fases. Costumo embriagar-me no verde que antecede a primavera e sei que a esperança nasce com o sol, a cada novo dia. Mas cá entre nós e só entre nós: os dias de chuva são terrivelmente lindos.

0 comentários: