Editoras abrem inscrições para blogs parceiros de literatura [Mariana Paiva]

Editoras abrem inscrições para blogs parceiros de literatura



Livros que chegam pelo correio, tendo blogueiros como destinatários. Atentas às mudanças que a internet provocou no mercado do livro, as editoras brasileiras têm investido cada vez mais em se aproximar dos blogs de literatura, que indicam e publicam resenhas sobre os lançamentos.

Uma das maiores editoras nacionais, a Companhia das Letras tem inscrições abertas até o dia 12 para blogs, sites e videologs que resenhem livros. Os selecionados se tornarão parceiros da Companhia e receberão livros dos diversos selos da editora para escrever resenhas. Os interessados se inscrevem pelo site da editora (www.companhiadasletras.com.br).

Responsável pelas redes sociais da Companhia das Letras, Diana Passy diz que começaram a enviar livros para blogueiros porque percebeu que boas críticas estavam sendo publicadas. "São leitores vorazes, que se mantêm informados sobre o meio literário, mas, ao contrário da mídia tradicional, as resenhas são mais pessoais".

Segundo ela, o mais importante é perceber a opinião de cada blogueiro. "Como existem muitos blogs, isso cria uma diversidade muito grande de opiniões e gostos literários. E isso é bom, porque cada leitor fica livre para descobrir quais destes blogueiros têm gostos similares aos seus e pegar dicas de leituras mais confiáveis para si", afirma.

Para a editora, a vantagem é depender menos da divulgação em mídias tradicionais e livrarias. "Em 2012, a Companhia das Letras lançou quase 300 títulos. Não há espaço para tantos lançamentos. A leitura sempre dependeu muito de indicações de conhecidos, e os blogs são apenas uma maneira de levar isto para o meio digital", Diana revela.

Conselho de amigo 

Investindo nesse segmento desde 2009, a Editora Intrínseca se prepara para abrir seleção de novas parcerias com blogs logo após o Carnaval. Atualmente, a editora conta com 167 blogs parceiros.

A ideia surgiu depois de a Intrínseca perceber que, para o público jovem, o texto publicado em blog tem mais peso que as tradicionais resenhas de jornal. "Os bons blogs têm uma quantidade de seguidores fiéis que se identificam com os autores dos textos, tornando as resenhas dos livros tema para discussões, impressões e um bate-papo bem informal. É como se um amigo seu próximo, que te conhece, te indicasse um livro", afirma Heloiza Dahou, gerente de marketing da Intrínseca e que cuida das parcerias com os blogs.

Para ela, os posts também são capazes de aumentar a venda dos livros. "A força e a influência dos blogueiros, seus comentários e opiniões podem ajudar muito no boca a boca e na divulgação espontânea de um lançamento".

Mais perto 

Editor do portal Cronópios (www.cronopios.com.br), Pipol vê com bons olhos as parcerias entre editoras de sites ou blogs. "Todo dia recebo livros para resenhar. A gente quer mesmo que eles conversem com a gente", afirma.

Mesmo assim, Pipol ainda acredita que essas iniciativas são minoria. "Não sei se as editoras estão muito ligadas à importância da internet. Nós adoramos as editoras, mas elas são bem resistentes ainda. Deviam abraçar a internet e ver que é uma ferramenta fantástica pra divulgar o livro", diz. 

Fonte:

0 comentários: